pteneofrdeites
carlos vereza blogEntrevista Concedida pelo Ator Carlos Vereza a Márcia Zenkye, Produtora do Programa “A Era da Luz”

PROGRAMA A ERA DA LUZ NA RÁDIO RIO DE JANEIRO COMEMORA O SUCESSO DE DOIS ANOS NO AR COM A EXTENSÃO DE PROJETOS SOCIAIS ITINERANTES, LANÇAMENTO DE CDS E ESPETÁCULO TEATRAL.
No último dia 04 de Outubro, o Programa A ERA DA LUZ, produzido, dirigido, roteirizado e comunicado pelos irmãos Márcia Beatriz Zenkye e Carlos Vereza; ele, que dispensa comentários em torno da importância relevante na arte e na espiritualidade, exercendo com brilhantismo e sucesso notório a profissão de ator, diretor e comunicador; e ela, a Marcinha, igualmente, escritora, roteirista, comunicadora, produtora e psicopedagoga, revelam-se muito felizes com os resultados do Projeto A ERA DA LUZ, com dois anos de existência, comemorado em especial data à Luz de Francisco de Assis.
O que há, de um ano para outro, de aspectos diferenciados no Programa A ERA da LUZ?
O Programa, com índices significativos de audiência, no ar aos sábados, de 20h30min. às 22h, com patrocínio da Capemisa, permanece com sua característica humana, ecumênica, holística e eclética, agregando todos os segmentos da arte e da espiritualidade, credos, crenças e etnias.
Não faz acepção de pessoas, mas busca a assepsia das almas, dos espíritos em evolução que somos todos nós, viventes, encarnados, em níveis de qualificação e aprimoramento.
Segue os princípios e os ensinamentos da doutrina kardecista, onde, a caridade indistinta e o amor, a solidariedade, somando o encorajamento, à fé imbatível, vai das ondas da rádio, chega ao Rio de Janeiro, Brasil e vários países no mundo inteiro, e, muito mais que isso, percorre, de forma itinerante, presencialmente, onde habita a necessidade, suas rotinas de visitas e atendimentos.

E como isso se processa?
Minha irmã e comunicadora Márcia Beatriz Zenkye e uma equipe voluntária composta por professores, artistas, psicólogos, médicos, homeopatas e terapeutas, a maioria ligada à nossa amada casa, da qual fazemos parte do corpo mediúnico e/ou social, O LAR DE FREI LUIZ, na Boiúna, em Jacarepaguá, trabalhamos com planilhas que nos apontam registros de doentes, de carentes, de pessoas que de uma forma ou de outra, encontram-se à margem da vida e, muitas vezes, além da falta de recursos materiais essenciais, não conseguem chegar à casa espírita, passam necessidades, precisam de apoio, amparo e aconselhamento, enfim, o PROJETO A ERA DA LUZ, tem um modo FRANCISCANO, peculiar de ser, não ao acaso, aniversaria nesta data.
Vocês consideram o programa assistencialista?
Não, de forma alguma, a assistência e amparo que oferecemos visam a prontidão e o reforço positivo que buscamos oferecer a todos, sendo cada caso um caso em particular, no sentido de encorajamento à própria vida, à capacitação para o trabalho, ao apoio psíquico e espiritual, o alicerce básico para que tais condições sejam atingidas.
E como vocês são recebidos ou solicitados?
Com amor, com muito amor. Quando nos colocamos nesse grupo de visitação e ajuda, quando transmitimos nossas mensagens e comunicações na Rádio Rio de Janeiro, quando somos “instrumentos” disso tudo, sentimos que recebemos muito mais do que doamos, pois, a oportunidade ao serviço genuinamente caritativo e voluntário não tem preço ou explicação apalavrada que possa definir o bem estar de ver nossos semelhantes melhores, mais felizes, mais corajosos, mais harmonizados, mais saudáveis, enfim.
E de onde vem os recursos para vossos voluntários trabalhos?
Cremos que ele vem de Deus, que sendo Pai, Filho e Espírito Santo, sabe direitinho onde residem as necessidades e os doadores que nos cruzam o caminho, nessa jornada peregrina de ajuda ao próximo.
A Capemisa patrocina para nós os custos com as grades da emissora, além disso, realizamos eventos, peças de teatro, produzimos Cds, camisetas, canetinhas e brindes em geral, e assim, vamos buscando as formas de suprir as nossas necessidades aos atendimentos e, todos nós, também acabamos por contribuir com aquilo que está ao alcance de cada um dentro de suas possibilidades.

Vocês estão buscando outros parceiros além da Capemisa e das ações que já fazem?
Estamos sim, buscamos lojistas, pequenos, médios e grandes empresários que possam contribuir conosco para que estejamos arcando com a contratação das nossas equipes e cada vez mais ajudando ao número avassalador de irmãos e semelhantes que nos chegam com toda sorte de privações, desemprego.
No caso de grupos, a exemplo da Casa do Índio, presidida por Eunice Cariry, na Ilha do Governador, que abriga mais de trinta índios portadores de necessidades especiais é um exemplo clássico e vivo da falta de recursos advindos de órgãos governamentais ou empresas para suprir as necessidades de alimentação, saúde, educação, medicamentos, fraldas e vestuário para os mesmos.
Da mesma forma, na Baixada Fluminense, assistimos e apoiamos várias famílias de crianças e adolescentes. Eles fazem da arte, não só a escolha de vida, como a esperança de um futuro melhor e a bela possibilidade de trocar as ruas, as drogas, o crime e a prostituição pela profissionalização que transita do mambembe ao circense. Chegamos também às produções áudio visuais que guardam a imagem de uma gente bem brasileira que não desiste nunca enfim.
E assim, sucessivamente, vamos arrecadando e doando: cestas básicas, fraldas, remédios, material de primeiros socorros, móveis, utensílios domésticos, cadeiras de rodas, camas hospitalares, roupas, encaminhamentos a tratamentos de toda sorte aos milhares de ouvintes que nos buscam o auxílio misericordioso.
Nosso povo está cansado e é preciso amá-los em ação concreta, de auxílio silencioso aos homens e tão sonoro e perceptível aos olhos e à escuta dos ensinamentos de Jesus.
Não, não somos santos, parafraseando Yogananda Paramahansa, santos somos todos nós, os pecadores, que não desistimos jamais de servir, refletem e dizem os irmãos Carlos Vereza e Márcia Beatriz Zenkye.
E sobre os Cds que lançaram em 2012?
São dois, de produções independentes e com finalidades sociais sem fins lucrativos. O que deles arrecadamos, doamos e distribuímos integralmente ao Lar de Frei Luis, à Casa do Índio, à Baixada Fluminense, aos nossos doentes, idosos, crianças e carentes, grupos espíritas, igrejas, pessoas com necessidades especiais que vamos avaliando e amenizando suas necessidades.
Um CD, TODO na Voz de Carlos Vereza, com poemas e sonorização. Belas mensagens que renovam as esperanças e garantem uma ambiência espiritual de paz e luz a quem escuta, projeto sob título: NO PRINCÍPIO ERA O VERBO.
O outro CD, A ERA DA LUZ, denominado “CAMINHANTES REFLEXOS”, com mensagens, preces e orações e sonorização. Escolhemos as mais usadas, ouvidas e pedidas por nossos milhares de ouvintes ao longo desses dois anos.
Ele foi lançado em comemoração ao aniversário do Programa A ERA DA LUZ, nas vozes de Márcia Beatriz Zenkye, Renata Pereira, com participação especial de Carlos Vereza em Oração de São Paulo aos Coríntios, produzido por Pablo Alves, com projeto gráfico de Daiana Martins e o carinho da copiadora ALMASTUDIO.
Os dois trabalhos encontram-se à venda nas Livrarias de Frei Luiz, do CEU de Niterói e do Andaraí, no restaurante do condomínio Vale do Rio Grande na Estrada da Boiúna em Jacarepaguá. Também pelo link www.facebook.com/programaeradaluz ou www.facebook.com/marciazenkye.
Recebemos encomendas e remessas em maiores quantidades para empresas, lojas, pessoa física, com entrega a domicílio pelo telefone (21) 6922-1359.
Adquirindo nossos CDs você está engajado na ERA DA LUZ CARIDADE INDISTINTA E ITINERANTE. Ainda por este telefone vamos informando os novos pontos de venda que estão aderindo à campanha PALAVRAS DE SOLIDARIEDADE, ou seja, pessoas físicas ou jurídicas que se propõe a comprar, vender ou distribuir nossos CDs, nos auxiliando nas arrecadações e percebendo 10% como simbólico de nossa gratidão pelos nossos irmãos em situações de risco.

Vamos falar um pouco sobre A ERA DA LUZ E A ESPIRITUALIDADE propriamente dita?
Claro que sim. Caridade e Arte, conhecimento e estudo da doutrina. Agregação de todas as pessoas, sem preconceitos, a despeito de escolhas, crenças, classe social, religião, prática efetiva do bom pensamento e da boa palavra, do bom sentimento e da libertação de mágoas e julgamentos.
A aceitação e a compreensão do mundo, onde, todos - somos - um, mas cada um é um universo em si mesmo, vem nos traduzir, o exercício de uma espiritualidade banhada em luz, onde o exercício diário canaliza para o amor e a paz de espírito, para a qualificação de um mundo melhor para se viver, a despeito das arbitrariedades apocalípticas e políticas pertinentes à época que vivemos.
Não nos esqueçamos, contudo, que em plena reforma planetária, já estamos, de fato, vivenciando um novo tempo, uma nova era, ERA DA LUZ, efetivamente.
Isso é sentido e manifesto em cada indivíduo que se propõe à evolução e à qualificação de sua existência na terra e o lugar que ocupa nas relações com o universo, muito além e muito aquém do que é dogmático ou religioso, mas físico, científico, quântico, transmutado, amoroso, iluminado, irmanado no Bem, que se faz a si mesmo e sem olhar a quem.
Sorrindo, concluem os irmãos Carlos e Márcia, demonstrando serenidade e convicção em suas palavras e ações.

O programa A ERA DA LUZ recebeu durante esses dois anos muitos convidados e voluntários. Qual o significado disso para vocês dois, comunicadores deste programa?
Nosso programa é aberto e democrático aos que desejam colaborar, aos que tem algo a acrescentar e partilhar, aos que nos buscam para apoiar.
Costumamos brincar um com o outro dizendo que é uma nave de Luz, pilotada por Jesus e que aqui embarcam e desembarcam vários espíritos, encarnados e desencarnados. Alguns, vieram para a cabine e são instrumentos sob o comando da espiritualidade durante todo o percurso dessa viagem abençoada que se inicia nas ondas da rádio e culmina nos locais mais improváveis onde a ação do AMOR, DA ARTE, DA PAZ, DA CARIDADE, DA LUZ, DA SOLIDARIEDADE, DA FÉ, DA ESPIRITUALIDADE precisa tocar...
Criaturas como Pablo Alves, o nosso Pablito e Renata Pereira estão conosco desde o início numa dedicação indizível, Osmar Agostinho, Shyrlei, Jorge Dib, Ana Paula Merino, Daina Martins, Rosinha, Ianna Marinho, Sheilinha, Roberto, Josué, Ivan Serpa, Nanda Prado, são, também, criaturas que fazem parte da equipe
Cada um dá a sua participação e colaboração fazendo a diferença genial, presentes sempre que possível conosco... e tantos outros irmãos de Jornada como Mari Singulani, Paula Daniele, Clara, Semiramis, Semi Salomão, Flavinha, Anatasha Meckenna, Carlos Assis, Eunice Cariry, Rose Marie Muraro, a física, nossa mestra.
Outros tantos que vieram, que passaram e deixaram seus pedacinhos de amor e de luz por aqui.
A Atriz Ana Rosa, o diretor Paulo Figueiredo, o ator Luiz Baccelli, toda a equipe dos Encenadores Teatrais, o Pedro, a Izaurinha, o Marcus Ivan, a Lenir, o André Brito e tantos outros colaboradores, ouvintes, irmãos e amigos, o Paulo Rui e a Elaine Vilela Campos, a amada maestrina Thelma Teats e o Coral Esparança, a Nina Flor, a Nathália Parreiras, a atriz Mayana Neiva, o cantor e compositor Blunsh, a atriz Mariana Terra e o Daniel Lobo, a terapeuta Carla Brocchieri, dentre muitos outros que abrilhantaram esses dois anos do PROGRAMA A ERA DA LUZ.
Aproveitamos a oportunidade para agradecer a passagem e a participação relevante de cada uma dessas pessoas, perdoando-nos aquelas as quais aqui não citamos.

O que vocês diriam para finalizarmos a entrevista alusiva aos dois anos do PROGRAMA A ERA DA LUZ?
Vamos finalizar com uma das marcas do programa, com uma ORAÇÃO - POEMA:
ORAÇÃO DO ARTISTA
Senhor!
Tu que és o maior Artista de todos os artistas,
Fonte das mais belas inspirações,
Abençoa o talento e as obras de todos os artistas
Encarnados e desencarnados.
Maravilhoso é o dom que nos deste na louvada missão
De servir-te com alegria
De exercer nosso trabalho com amor e dedicação.
Por isso, agradeço-te por permaneceres sempre conosco.
Agradeço-te pela capacidade malabarista de tantos irmãos
Ao enfrentamento da própria ARTE DO VIVER.
Mesmo incompreendidos ou diante de desafios,
Queremos sustentar em nossa vocação a energia de vencer
E realizar nossos projetos no imenso cenário da vida.
Dá-nos equilíbrio entre a razão e a emoção
Humildade e sabedoria para os necessários aperfeiçoamentos.
Inspira-nos, ó Mestre, à criação do novo e do belo.
Protege, Senhor, todos os artistas em suas carreiras e gêneros.
Do milenar ao contemporâneo, do mais simples, ao mais complexo...
Faze com que nossas obras contribuam para a construção do Teu reino
E que, prosperemos, seguindo Teus desígnios,
Pelos caminhos gloriosos da arte.
Pai Nosso, livrai-nos de todo e qualquer mal.
Que assim seja!

Compartilhar

Vídeos

Pesquisa

Login

Topo Cron Job Iniciado