pteneofrdeites

Ator atuante de inúmeras novelas, peças de teatro e outras atividades artístico-sociais. Responsável pelo programa A Era da Luz, na Rádio Rio de Janeiro.


Programa "A Era da Luz" completa um ano ocupando excelente audiência!

1.   Está completando um ano, no dia 5 de outubro, quando os senhores estrearam seu programa A Era da Luz na Rádio Rio de Janeiro. Quais são as suas expectativas para este projeto?

O programa não é meu, é nosso! É de todos. É do ouvinte.

Fui convidado por uma equipe através de minha irmã, Márcia Beatriz Zenkye, que criou o projeto do programa de rádio A Era da Luz.

Minhas expectativas são de que cada vez mais, a audiência que hoje está entre os 3 primeiros lugares das rádios AM, continue ascendente e ajudando as pessoas a se sentirem amparadas, amadas e melhores na superação de suas dificuldades.

O Programa conjuga os saberes científicos e espirituais. Lemos e estudamos junto com os ouvintes, remontamos radionovelas e séries que promovem o embasamento na cultura da espiritualidade, das religiões e ciências inerentes à alma, aos nossos espíritos eternos. Buscamos e queremos promover saúde e bem estar, indistinto e coletivo.

Para isso, precisamos da atenção e parceria de empresários que estejam dispostos a patrocinar nossa causa de AMOR AO PRÓXIMO numa compreensão holística da vida.

2.   Qual o principal objetivo do programa A Era da Luz?

O maior objetivo do programa é promover um conteúdo que agregue a unificação de todos os saberes e religiões, unindo as ciências e as distintas manifestações de fé, num compromisso cristão de colaborarmos com a qualificação da própria vida, formando, informando e partilhando: AMOR, CARIDADE E ORAÇÃO.

3.   Como surgiu a ideia de ter um programa no rádio? Como está sendo essa experiência para vocês (equipe)?

A ideia do programa nasceu a partir do desejo de promover o saber holístico e também um desejo nosso, antigo, meu e da minha irmã, de vivenciarmos mais essa vertente da comunicação e da arte.

4.   Quais as pessoas que participam da produção do programa A Era da Luz? Como ela é realizada?

Quem produz o programa é a minha irmã, Márcia Beatriz Zenkye, que partilha comigo a função de comunicadora e a Mariléa Singulani, nossa psicanalista no ar, que também se envolve no suporte à produção. Os atendentes, Josué Motta e Roberto Ricardo, igualmente, ajudam nas necessidades de produção. Eu ajudo, todos ajudam. Vamos escolhendo os temas por semana e atendendo aos pedidos dos ouvintes, a Marcinha desenvolve o roteiro e todos juntos produzimos.

5.   Até agora, o que senhor acha dos resultados apresentados pelo programa? Como tem sido a interação com o ouvinte?

Sobre resultados quem fala é a audiência, muito boa. Transita entre o segundo e terceiro lugar no sistema rádio difusão AM. Os ouvintes mandam centenas de recados, cartinhas, e-mails, conversam bastante conosco ao vivo e os depoimentos são de paz interior e melhora, ao compreender mais a doutrina, a espiritualidade e o psiquismo, enfim. Muitas pessoas ouvem pela internet, em tempo real, e assim, temos recebido recados de Portugal, da França, do Canadá, e, mais recentemente, alguém nos conectou do Japão, elogiando o programa e agradecendo as preces.

6.   Fale-nos também sobre o formato do programa, além do segmento para ele definido (musical, dramatúrgico, literário...) e do seu público-alvo.

Nesse ano 1 de A Era da Luz, vemos que nosso público é eclético. Temos ouvintes crianças, como a Clara, de oito anos, e ouvintes de 70, 80, 90, como a D. Ednéia, D. Alda, D. Maria de Lourdes, e inúmeras outras. Há também a curiosa escuta de pessoas que transitam entre 30 e 50 anos, estas buscam bastante aconselhamento, apoio psicológico e espiritual. Quanto ao formato, temos três blocos de programa: no primeiro, abrimos com mensagem, explanação do tema e estudo. No segundo, abrimos para convidados no estúdio sendo entrevistados e ouvintes. Conversamos com eles no ar, respondemos suas perguntas que nos chegam por telefone, esclarecemos dúvidas e exibimos nossas séries, novelas e leituras poéticas. No último bloco, vamos direcionando para orações e preces, fazendo irradiações a todos os que nos buscam com especiais necessidades. Transmitimos mensagens espirituais e psicografias de relevância, usamos esse tempo para meditação e reflexões pertinentes. Encerramos com orações distintas, semanalmente, focando no bem-estar coletivo.

7.   Quais os critérios usados para a definição dos temas?

Os critérios contemplam intuição, inspiração, meditação, oração, escuta do ouvinte e suas necessidades, sugestão ou pedido do ouvinte, pertinência junto à Doutrina Espírita, formação e informação acerca de assuntos que possam contribuir para o crescimento e melhoria pessoal.

8.   Existe a possibilidade de levar o programa para outros meios?

Acreditamos que tudo o que pensamos e desejamos pode se tornar realidade possível. Nosso desejo é ver A Era da Luz também na televisão.

9.   O ano de 2010 foi pródigo em produções audiovisuais de massa que divulgaram direta ou indiretamente o Espiritismo. Como alguns exemplos, podemos citar os filmes Chico Xavier e Nosso Lar, além da telenovela Escrito nas Estrelas. Qual a sua visão sobre esse assunto?

Independente de quão belas são as obras, o meio de comunicação apenas traduz o que está no inconsciente coletivo. Vivemos um tempo, e graças a Deus, onde novas consciências estão despertas. Sendo assim, há uma sensibilidade muito maior, do ponto de vista das crenças e conclusões espírito-científicas, ao que concerne à realidade da vida além da vida... As produções audiovisuais reforçam e reafirmam essa possibilidade.

10. Em sua opinião, qual a maior contribuição atual do Espiritismo para a melhoria de nossa sociedade?

Mostrar e vivenciar na prática o maior princípio de Jesus:

“AMAI AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO”.

Compartilhar

Vídeos

Pesquisa

Login

Topo Cron Job Iniciado