pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Novembro 2014

Sobre o autor

Marcus de Mario

Marcus de Mario

Compartilhar -

EM DEFESA DA VIDA

Dores e aflições, problemas e dificuldades, todos nós enfrentamos, em maior ou menor intensidade, em qualquer época da vida, e, às vezes, essas situações se prolongam por um bom tempo, o que leva muitas pessoas a começar a pensar em desistir de viver, perdendo a esperança em dias melhores, não entendendo porque a existência, para elas, é tão difícil. É aqui que a Doutrina Espírita tem muito a nos esclarecer e, também, consolar.

No capítulo 5 de O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec apresenta as duas causas principais das nossas aflições: as causas anteriores e as causas atuais. As causas anteriores estão ligadas ao que fizemos em vidas passadas, ou seja, em outras encarnações, quando através de nossos atos prejudicamos alguém e ferimos a lei divina. Agora, através de uma expiação ou de uma prova, temos que reparar esse passado, e isso normalmente traz um tanto de dor, ou pelo menos de dificuldade.

Já as causa atuais, segundo Kardec, e de acordo com os princípios que o Espiritismo nos apresenta, decorrem da nossa imprevidência, do nosso orgulho, do nosso egoísmo, quando, invigilantes e prepotentes, desorganizados e hipócritas, acabamos acarretando males para nós mesmos, e que não estavam previstos em nosso planejamento reencarnatório.

De tudo isso compreendemos que a dor, a aflição, o sofrimento, nada disso ocorre por acaso, pois tudo tem a sua razão de ser, e ainda mais: tudo o que nos acontece é justo, isso porque Deus é justo e bom, e não permitiria que seus filhos sofressem por sofrer, sem necessidade, sem um objetivo maior.

Então, diante de qualquer dificuldade, seja qual for, mantenha a calma e utilize da resignação, pois essas duas atitudes permitirão que você receba o auxílio divino através da intervenção dos espíritos benfeitores, que vão lhe insuflar coragem, sustentar sua fé e lhe inspirar para prosseguir, pois Deus nunca abandona seus filhos e está sempre farto de misericórdia. Jamais desistir da vida, sustentando-se no amor, pois a dor passa, mas o amor é eterno.

 

 

Marcus De Mario é Educador; Escritor; Palestrante e Consultor Educacional.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado