pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Junho 2015
Compartilhar -

Quando nós encarnamos, recebemos um corpo de carne para nele ficarmos temporariamente. O corpo fisco é de fundamental importância para que o espírito tenha experiências concretas no mundo material. São estas experiências que possibilitam o progresso espiritual. Assim, o corpo físico é muito mais do que uma simples vestimenta do espírito ele é o instrumento divino sem o qual seria impossível a vida em um mundo material como o nosso.

Na Idade Média surgiu uma tendência chamada anacoretismo ou cenobitismo: as pessoas que moravam na cidade e se sentiam culpadas por uma vida luxuosa, rica em alimentação, bebida e sexo, deixavam as cidades e iam para o deserto a fim de castigar seu corpo amolecido pelos prazeres materiais com o intuito de purificar a alma. Muitos deles como Simeão, o Estilita e antão foram canonizados pela Igreja Católica.

Apesar das boas intenções destes santos varões, eles estavam equivocados. O nosso corpo deve ser cuidado com o máximo de atenção. Tomar banho regularmente; alimentar-se de um modo saudável, comendo para viver e não vivendo para comer; evitar os vícios nocivos à saúde; ir de vez em quando ao médico para saber de seu estado físico; fazer exercícios como caminhada, corridas, ginástica, ioga, dança entre outros.

Ao menor sintoma de incômodos físicos procurar logo a ajuda médica. Não se esqueça de que muitas doenças graves, se detectadas no início, são mais fáceis de curar. Não se esqueça de que a dor é um aviso de que algo não vai bem com o seu corpo. Sentiu dor, procure auxílio médico para saber por que se manifesta a dor.

Quem leu Nosso Lar, livro escrito por André Luiz e psicografado por Francisco Cândido Xavier ou viu o filme de mesmo título, sabe que, ao chegar ao outro lado da vida, foi acusado de suicídio. Ele não entendeu uma vez que morreu de morte natural, depois de um enfarte. Mais tarde ele é esclarecido de que a sua doença veio dos maus hábitos que cultivara em vida. A isso se chamou de suicídio involuntário.

Muitas pessoas passam anos e anos fumando e bebendo bebidas alcoólicas, ingerindo com prazer um torresminho saboroso, devorando quilos de gordura em lautas feijoadas regadas com uma caipirinha feita uma cachacinha da boa. Completam tudo isso com frituras e mais frituras feitas com óleos comuns e saturados. De sobremesa ingerem uma enorme variedade de doces e anda dizem com ironia que, de amarga, já basta a vida. Não demora e muitas dessas pessoas começam a sofrer de diabetes, insuficiência renal ou respiratória, doenças das coronárias, ou do fígado. Não é à toa que um pensador francês disse com muita razão que o homem cava a sua sepultura com os próprios dentes.

Tais pessoas desencarnam e voltam ao plano espiritual certas de que morreram pela vontade de Deus. Errado. Morreram por própria vontade. Morreram de gulodice, morreram por falta de disciplina morreram porque quiseram e, se assim foi, morreram por suicídio e devem sofrer as consequências deste tipo de morte.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado