pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Outubro 2016

Sobre o autor

Fátima Moura

Fátima Moura

Compartilhar -
Pokémon (pocket monsters, ou "monstros de bolso") é a “febre” do momento e atualmente está fazendo muito sucesso entre as crianças e adolescentes brasileiros.

       Jovens de todo o mundo se renderam ao aplicativo, que já virou mania, atraindo a atenção de pessoas de todas as idades.

       Pokémon Go é um jogo de realidade aumentada para smartphones. Você joga andando pelo mundo real e caçando pequenos monstrinhos virtuais em lugares perto da localização do seu telefone. O que você deve fazer é treiná-los para lutar uns contra os outros.

       Segundo especialistas no assunto, o sucesso vem da mistura de jogo e realidade. Na tela do telefone você vê o mundo real, mas a câmera do seu celular está habitada por um monstrinho do Pokémon.

       Movidas por essa empolgação “virtual”, pessoas de todas as idades circulam com a atenção fixa em seus aparelhos celulares, em estado de total alienação provocada pelo referido jogo.

       O Pokémon Anime não é recente. Nasceu na década de 1990, mas, antes de se tornar desenho animado, foi lançado como videogame e, segundo seus criadores, seu principal objetivo foi despertar o interesse ocidental na cultura japonesa.

       Mesmo assim, ainda hoje no Japão, associações de pais têm protestado contra os produtores e os canais que exibem o desenho Pokémon, por acharem que o enredo faz alusão ao esoterismo, espiritismo, e psiquicamente possa interferir negativamente na mente dos seus filhos.

       Aqui no Brasil, alguns vídeos disponíveis no canal YouTube afirmam que o jogo Pokémon Go tem conotação espírita, porque seu objetivo é buscar altos níveis de evolução. O Pokémon evolui conforme ganha experiência. Tem habilidades e fraquezas, e assim como nós, seres humanos, caminham em busca da perfeição.

       Mesmo com tantos adeptos, são ressaltados muitos efeitos negativos do jogo. No estado da Paraíba, através do PROCON, está sendo estudada uma ação para proibir o jogo no Brasil.

       “Segundo o secretário adjunto da Instituição, eles estão preocupados com os efeitos negativos do jogo e também com as mortes, assaltos e acidentes advindos do uso indevido do jogo. Segundo a palavra de um dos responsáveis pela proibição, o que eles querem é conscientizar as pessoas de que se preocupam com a saúde, segurança e proteção delas.

       A realidade é que o jogo Pokémon Go se tornou uma mania mundial, e muitos companheiros espíritas passam a entender com isso, a possibilidade de uma “obsessão coletiva” estar acontecendo, em função da atuação de agrupamentos espirituais organizados sobre aqueles que usam a tecnologia de forma exacerbada.

       Segundo nos dizem os espíritos, o que mais nos entristece ao chegarmos no “Mundo dos espíritos” e lamentar do tempo perdido em nossas existências, por não aproveitarmos corretamente o tempo que nos foi concedido.

       O mau uso do tempo está profundamente ligado à nossa maneira de encarar a vida aqui na Terra. O que fazemos de nosso tempo? Estamos por aqui só “matando o tempo” ou nos esforçando para construir momentos mais felizes?

       Diversão sadia é aquela que engrandece o espírito. Tornar o Pokémon mera diversão ou uma obsessão coletiva, só depende de nós, única e exclusivamente de cada um de nós!

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado