pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Abril 2017

Sobre o autor

Marcus de Mario

Marcus de Mario

Compartilhar -

Você já parou para perceber que possui livre-arbítrio, ou seja, a faculdade de escolher, de tomar decisões? Que é você quem decide o que quer fazer, o que quer ser, para onde quer ir e assim por diante? O livre-arbítrio é uma conquista que o espírito faz depois de várias experiências encarnatórias, lembrando que tanto você quanto eu, e todas as pessoas no mundo, somos espíritos. Agora, você também já parou para perceber que o uso do livre-arbítrio, dessa liberdade de escolher e fazer o próprio caminho, é acompanhado das consequências, e que você, obrigatoriamente, mais cedo ou mais tarde, terá de assumir os resultados das suas escolhas?

Deus, em sua justiça, que é igual para todos, não poderia deixar que utilizássemos o livre-arbítrio sem que assumíssemos as responsabilidades das consequências das escolhas que fazemos. Por esse motivo, não temos muito do que nos queixarmos da vida, pois nada nos acontece por conta do acaso, tudo tem a sua razão de ser, e na maioria das vezes os acontecimentos estão plenamente de acordo com as consequências do que andamos semeando, seja nesta existência, ou como consequência do que fizemos em existências passadas.

Isso não quer dizer que tenhamos que nos conformar, baixar a cabeça e sair dizendo que é o nosso “carma”, que Deus somente está nos punindo. Não, não é isso. Apesar de estamos num mundo de expiações e provas, a lei maior é do amor e do progresso, e tudo devemos realizar para fazer boas escolhas, para bem utilizarmos o livre-arbítrio, o que permitirá que amenizemos consequências negativas, semeando coisas boas para colhermos consequências positivas.

Se suas escolhas até aqui feriram a lei divina, prejudicaram a você e aos outros, saiba que sempre é tempo de recomeçar, de reconstruir, de redirecionar o livre-arbítrio. Com a Doutrina Espírita alcançamos nível maior de consciência e sensibilizamos o coração, iniciando uma nova jornada existencial, agora ligada ao bem e ao amor, pois o Espiritismo é o cristianismo redivivo, é o Evangelho sentido e vivido.

Não desista! Não se puna, nem se considere o último dos seres humanos. Agora é apenas uma questão de fazer novas escolhas para assumir novas consequências, muito melhores.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado