pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Junho 2017

Sobre o autor

Itair Ferreira

Itair Ferreira

Compartilhar -

Gandhi, o Apóstolo da Não Violência, após promover a independência da Índia, em 15 de agosto de 1947, sem o mínimo gesto de violência, foi cercado pelos repórteres que lhe perguntaram:

— Senhor Gandhi, qual o caminho para a paz?

Ele respondeu: — O caminho para a paz? A paz é o caminho!

Todo o universo é comandado pela lei natural, que é a lei de Deus, lei perfeita. “A harmonia que reina no universo material, como no universo moral, se funda em leis estabelecidas por Deus desde toda a eternidade”. (1)

A vida é feita de ritmos. Ritmos no universo e em todos os reinos da natureza. Em nosso corpo, os ritmos são hoje detectados pela medicina diagnóstica através de exames com aparelhagens cada vez mais sofisticadas: ritmo respiratório, peristáltico, metabólico, citológico, o ritmo cardíaco, o qual permite ao médico verificar uma patologia cardiovascular, nas arritmias, taquicardias e bradicardias, e o ritmo cerebral que nos fornece a amplitude de ondas elétricas, constatadas pelo eletroencefalograma, cujos ritmos em “hertz” são: delta, teta, alfa e beta. O cérebro comanda as funções orgânicas, e essa máquina perfeita é comandada pelo Espírito imortal, por meio de pensamentos, palavras e atos.

Cada pensamento, cada palavra e cada gesto terá sua conexão, sua sintonia natural neste mundo de ondas e vibrações. Se queremos a paz no mundo, temos de construí-la em nós. Somente assim alcançaremos a verdadeira paz.

Precisamos educar os nossos sentimentos. Precisamos educar o pensamento, a palavra que utilizamos em nosso vocabulário diário, a visão e a audição.

Todas as informações que recebemos são analisadas de acordo com o nosso estado de inclinação interior. Vemos, ouvimos, sentimos e falamos de acordo com o nosso clima interno. O desequilíbrio mental se reflete em disritmias orgânicas que nos levam às doenças, porque a doença, muita das vezes, é a ausência de paz nas funções orgânicas.

Vivemos um período de aferição de valores no Brasil e no mundo. Sabemos que toda mudança requer uma tomada de posição. Portanto, é importante construir a serenidade em nós, buscando sempre o bem, a fim de que possamos ter equilíbrio ante os conflitos que surgem dessa transformação.

Vemos que todos os países estão em busca de um mundo novo em que possam as criaturas viver em paz, porque os dias de hoje, no limiar da era da regeneração, não comportam os vícios que a humanidade construiu ao longo da sua história, em busca do poder e da riqueza.

Ficamos assustados com as movimentações políticas, econômicas e administrativas, com as corrupções generalizadas, com as mentiras e imoralidades. Ficamos inseguros quanto ao nosso destino, mas, ao mesmo tempo, satisfeitos ao reconhecer a necessidade imperiosa dessa mudança. Nunca imaginamos assistir à queda dos poderes que comandam a Nação de forma tão rápida e chocante.

Façamos a nossa parte, reivindicando os nossos direitos com atitude de não violência. Vivamos com dignidade sob a égide da caridade. Respeitemos todos, lembrando sempre de Jesus, o divino modelo, que afirmou: “No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. (2)

As Entidades Sublimadas responderam ao insigne Allan Kardec que há uma soma de felicidade comum a todos os homens, “com relação à vida material, é a posse do necessário. Com relação à vida moral, a consciência tranquila e a fé no futuro”. (3)

Tenhamos fé no futuro e a certeza de que não nos encontramos num barco à matroca, sem leme, sem porto e sem piloto. Jesus está no comando, como Governador Espiritual da Terra e cada nação do planeta tem um representante Seu na administração. No Brasil, o nosso líder é Ismael, que está a postos, atento, cuidando de todos os detalhes para que o Brasil continue sendo “o coração do mundo, a pátria do Evangelho”.

Como escreveu Meimei, através da psicografia sublimada de Chico Xavier: “Ora em silêncio e confia em Deus, esperando pela Divina Providência, porque Deus tem estradas onde o mundo não tem caminhos.

Muita paz!

Dados bibliográficos:

1 – O Livro dos Espíritos – Allan Kardec – Feb – capítulo XI, parte 2ª, q.614 e 616.

2 – A Bíblia Sagrada – João Ferreira de Almeida – João, 16,33.

3 –  O Livro dos Espíritos – Allan Kardec – Feb – capítulo I, parte 4ª, q.922.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado