pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Fevereiro 2018

Sobre o autor

Marcus de Mario

Marcus de Mario

Compartilhar -

Vamos conversar um pouco sobre relacionamento conjugal. Para tanto conto uma história acontecida com um conhecido meu. Enamorou-se de uma moça e com ela manteve um longo relacionamento, até que teve início conversa sobre casamento, quando aconteceram desentendimentos e o relacionamento terminou. Logo depois, ele conheceu outra moça, encantou-se com ela e, rapidamente, estavam unidos, gerando a gravidez. Após o nascimento do filho, começaram desentendimentos, cada um queria sua liberdade, e mais um relacionamento terminou. Não se passou muito tempo, e eis ele novamente enamorado e unindo-se com outra moça, gerando mais um filho. Agora chega a notícia que não se entendem com relação a montar casa própria, pairando no ar futura separação.

Contamos essa história, verdadeira, para termos consciência que nem sempre nossa relação com outra pessoa está, de fato, baseada no amor. O amor é um sentimento profundo que nos motiva a estar com o outro, a compartilhar com o outro, a caminhar com o outro nas alegrias e nas tristezas, numa troca enriquecedora incessante. O amor, como um sentimento profundo e sublime, nos leva a colocar em ação a renúncia, a abnegação, a compreensão. Aliás, o benfeitor espiritual Emmanuel, através da mediunidade de Chico Xavier, nos diz que “quem verdadeiramente ama sabe, acima de tudo, compreender”.

Quando nosso relacionamento vai mal e chega ao fim com a separação, não utilizemos a desculpa que estamos procurando a alma gêmea, o que ainda não encontramos, pois temos que respeitar o próximo, assim como ele deve nos respeitar. É melhor entendermos que estamos nos deixando levar pelo instinto sexual, pela beleza física do outro, pela paixão sem freios, e outras questões que nada têm a ver com amor enquanto sentimento.

Precisamos exercer controle sobre nossos instintos e sublimá-los, pois consequências ficam, como afetos desequilibrados, filhos, mágoas. Tomemos cuidado, pois sempre colhemos as consequências daquilo que plantamos. Não é no sexo que encontramos o verdadeiro amor, e sim no sentimento, que ilumina a alma e traz paz ao relacionamento conjugal.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado