pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Junho 2018
Compartilhar -

Na Grécia Antiga, havia dois notáveis pensadores, cujas ideias eram inteiramente opostas. Falo de Heráclito de Efésio e de Parmênides de Eléia. O primeiro afirmava que tudo estava em movimento, e o segundo dizia que tudo estava parado. Daí chamar-se a filosofia de Heráclito de Moviliso e a de Parmênides de Monismo Estático. Famosa tornou-se a frase de Heráclito: “Ninguém toma banho duas vezes no mesmo rio”. Parece que Heráclito estava certo, pois basta olhar-se a vida que flui em nosso redor para ficarmos certos da dança frenética das coisas.

O movimento é uma característica da vida em dois sentidos. Primeiro da vida natural e depois da vida social. Há uma história muito interessante sobre a mobilidade da vida. Segundo relato, um certo general romano desfilava em ovação pela Via Ápia, depois de haver conseguido uma grande vitória contra um povo bárbaro. Amarrado em seu carro, ia o rei vencido, caminhando taciturno de cabeça baixa. Em um certo momento do desfile, o general virou-se para ele e disse:

  • Bárbaro, levanta a cabeça e contempla a minha vitória. Não fique triste pois, como pode ver, você foi derrotado por um grande homem.

O bárbaro levantou os olhos e falou calmamente:

  • Não estou triste, senhor, estou preocupado com outra coisa.
  • Com o quê? Perguntou o general.
  • Com os raios da roda de vosso carro.
  • Que é que tem eles?
  • Movem-se e neste movimento, os raios que estão lá em cima descem e vão lá para baixo, sobem e vão parar lá em cima, para logo depois descerem e continuar sempre assim.

O general compreendeu. Parou o carro e mandou que o prisioneiro subisse e seguiu com ele em seu carro. Esta lenda do general romano adequa-se perfeitamente à frase muito conhecida que se encontra nos antigos manuais de autoajuda: “Trate bem as pessoas quando você estiver subindo, pois voltará a encontrá-las quando estiver descendo.”

O Espiritismo se inscreve na filosofia de Heráclito já que a sua visão de mundo é extremante dinâmica. A reencarnação, por exemplo, imprime à Doutrina Espírita um caráter essencialmente móvel. O Espírito é uma forma de energia inteligente e organizada que caminha sempre na direção do progresso. Vindo e voltando à Terra, amando e odiando, alegrando-se ou sofrendo. O espírito é sempre o mesmo e sempre outro. Hoje, na mansão opulenta, amanhã dormindo ao relento; ontem, brando e racista; hoje, negro e discriminado; no passado, brilhante cientista voltado para o mal; hoje, criança com o cérebro lesado, e assim caminha o espírito em busca de Deus.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado