pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Novembro 2018

Sobre o autor

Fátima Moura

Fátima Moura

Compartilhar -

       A cada dia, a internet nos traz uma novidade, infelizmente nem sempre favorável. A mais recente é a imagem de uma escultura japonesa que representa uma mulher-ave exibida na Vanilla Gallery, em Tóquio, no ano de 2016. O nome dela é MOMO e ela interage com crianças e adolescentes para retirar deles, através de ameaças, dados importantes tais como: identidade, gostos pessoais e referências íntimas e particulares. Até situações de pedofilia já foram relatadas por responsáveis que conseguiram interceptar essas conversas entre o personagem e seus filhos.

       Tudo começou com uma suposta brincadeira de mau gosto feita a partir de um número de telefone daqueles país. Quando as pessoas retornavam a ligação através de um aplicativo, quem atendia era a menina que tem uma imagem assustadora e intimida as pessoas, principalmente crianças.

       O grande problema é que golpistas e pessoas mal intencionadas se apropriaram dessa imagem para extorquir crianças, jovens e até adultos, que, ao responder a esse chamado, tem seus dados roubados ou passam a receber desafios perigosos como se enforcar e testar sua resistência ao sufocamento, para saber quanto tempo aguentam ficar sem respirar. O jogo é bem parecido com o da baleia azul, que o ano passado causou muita preocupação entre pais de crianças e adolescentes.

       A Momo é amplamente divulgada na internet e ganhou repercussão em especial no YouTube, onde diversos canais postam supostas conversas com a boneca como se fossem reais.

       A situação tornou-se tão preocupante para pais e educadores, que Denise Villela, promotora de justiça e coordenadora do centro de apoio da infância e juventude do ministério público no Rio Grande do Sul, postou um vídeo que vem sendo divulgado amplamente no whatsApp alertando aos pais, jovens e a toda sociedade sobre os perigos desse jogo e do uso indevido da internet e tem reacendido debates sobre a segurança de crianças e adolescentes na internet.

       Infelizmente essa é a realidade que estamos vivendo nesse momento. As crianças por serem mais frágeis e o jovem e adolescente, por serem mais influenciáveis, são os alvos mais fáceis. É preciso que tenhamos consciência de todos esses males para que possamos utilizar a Internet como ferramenta essencial nunca indispensável para a nossa vida.

       Allan Kardec, em “O Livro dos Espíritos” no capítulo Conhecimento de si mesmo, na pergunta 919, questiona aos espíritos: - Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal?

       Os espíritos responderam: - Observemos que o meio prático e eficaz para o homem resistir ao mal é o autoconhecimento.

       André Luiz, o grande médico da espiritualidade, nos alerta: “Conheça a você mesmo. Existem pessoas que percorrem o mundo inteiro a procura de si próprias”. — Pensemos nisso.

**************************

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado