pteneofrdeites
Compartilhar -

A Medicina enfatiza a consideração dos cuidados a serem observados para se ter uma vida saudável, informando o que fazer para proteger o corpo e de se proteger contra os fatores de risco que influenciam o coração e o sistema circulatório, facilitando o aparecimento das doenças cardíacas e dos acidentes vásculo-cerebrais.

É imprescindível evitar o sedentarismo, o excesso de peso, a ingestão de gorduras perniciosas. O indivíduo que não se cuida adequadamente, com desfavorável estilo de vida, dominado pelos vícios e excessos de toda ordem, terá o seu corpo somático acometido de intensos desgastes, com comprometimento dos órgãos essenciais, acarretando a falta de retenção do fluido vital (Questões 68 e 70 de “OLE”) e, com a morte do corpo, o lento e difícil desprendimento da alma, processo conhecido como suicídio indireto.

Há alguns dias, encontrava-me, na fila de compra do setor de frios de um supermercado, quando a pessoa, na minha frente, bem obesa, solicita ao atendente, que lhe servisse de presunto com capa de gordura. De imediato, meditei na importância da elaboração desses artigos, objetivando a instrução dos indivíduos que ignoram a alimentação saudável e se constituem em candidatos à morte prematura, vivenciando intenso sofrimento além-túmulo.

É indispensável a consulta médica periódica, quando será feito o exame físico, sendo auferida a medida da pressão arterial, anotados o peso e a estatura, auscultados o coração e os pulmões, palpadas as áreas importantes do corpo e solicitados os exames laboratoriais de praxe, principalmente o exame de sangue, em especial o hemograma, a dosagem da glicose, uréia, creatinina e o lipidograma total, quando se constatarão os níveis do colesterol total, do LDL (prejudicial à saúde), do HDL (bom colesterol) e dos triglicérides.

Grau de obsidade

Para comprovação do grau de obesidade do paciente, é realizado um método simples e amamplamente difundido de se medir a gordura corporal. É o IMC (Índice de Massa Corporal), sendo calculado dividindo o peso do indivíduo em quilos pelo quadrado de sua altura em metros. O normal é 18.5 a 24.9.

Sobrepeso: 25.0 a 29.9.
Obesidade grau I (moderada): 30.0 a 34.9.
Obesidade grau II (severa): 35.0 a 39.9.
Obesidade grau III (mórbida) = 40.0.

Igualmente, pode-se também empregar o método da Circunferência da Cintura (barriga). A gordura depositada na parede abdominal indica acometimento das vísceras, incluindo o fígado. Essa gordura, com facilidade, deposita-se nas artérias. É o principal indicador de obesidade e está mais associado às doenças cardiovasculares, diabetes e hipertensão arterial.

Medida normal

A medida normal, na área do umbigo: <94cm nos homens e <80 cm nas mulheres. A circunferência preocupante (94-102cm nos homens e 80-88cm nas mulheres). A circunferência muito preocupante (>102cm nos homens e >88cm nas mulheres). Em medicina se conhece, como síndrome metabólica, a associação de hipertensão arterial, barriga avantajada e colesterol alto. A obesidade abdominal tem relação com a resistência à insulina: ação do hormônio não é ideal, não tem sua atividade plena, prejudicando o aproveitamento da glicose pelas células.

Obesidade

A obesidade abdominal está arrolada com o depósito acentuado de triglicérides ou triglicerídeos, que são gorduras com maior fonte de energia. Em excesso, depositam-se nos vasos arteriais (aumento no risco de doenças cardiocerebrovasculares). Os triglicérides ou triglicerídeos são resultantes da alimentação (80%) e igualmente produzidos no fígado (20%). Em excesso, são tão perigosos quanto os altos níveis de colesterol. Alimentos doces e farináceos ajudam na sua absorção.

O que fazer, então, para se desfrutar de boa saúde? Muito importante a prática de exercícios físicos, principalmente as caminhadas diárias com a duração mínima de 30 minutos. Fundamental a alimentação com frutas, hortaliças, grãos de cereais e óleos insaturados. Essencial consumir comida com pouco sal e açúcar; e, com moderação, café e as bebidas alcoólicas. Necessária também é uma boa noite de sono, evitando as bebidas cafeinadas a partir da tarde. Em relação às proteínas, evitar carne de suínos e escolher de preferência peixes (contém também a benéfica gordura ômega) e soja (importante fonte de fitoestrogênios). Quanto à carne de vaca, preferir o consumo de cortes magros. O excesso de consumo de proteínas não é saudável desde que o excedente será armazenado na forma de gordura. Quanto aos laticínios, deve-se comprar os que contêm baixos teores de gordura ou mesmo completamente desnatados.

Gorduras e fibras

A ingestão de gorduras deve ser moderada, fugindo das saturadas que estimulam o fígado a produzir LDL, e dando preferência às não saturadas encontradas em óleos vegetais (azeite, canola, etc.), frutos oleaginosos como o abacate, nos peixes gordurosos como arenque, sardinha, atum, cavalinha, salmão, ricos em ácidos graxos ômega-3, importantes na prevenção de acidentes vásculo-cerebrais, porquanto diminuem a viscosidade sanguínea. Quanto às gorduras trans, afastá-las, de imediato, do cardápio. Verificar sempre nos alimentos industrializados a presença da perigosa gordura vegetal hidrogenada, principalmente em biscoitos, massas, bolos, tortas, pães. Não ingerir frituras, porquanto o óleo em ebulição transforma-se em gordura trans.

O consumo de fibras solúveis e insolúveis deve ser sempre ressaltado, já que ajuda a reduzir o risco de doença cardíaca, impedindo a absorção de colesterol no intestino. São encontradas nos amiláceos integrais, farelos, leguminosas, aveia, frutos oleaginosos, hortaliças, sementes, etc.

Quanto à água, devese beber pelo menos oito copos por dia. O ideal é aumentar a ingestão de líquidos no caso de se alimentar de muitas fibras. Deve-se estimular o consumo de sucos de frutas, deixando de lado os refrigerantes.

Um capítulo à parte na boa alimentação é se nutrir com os antioxidantes, que ajudam na neutralização dos radicais livres que são perniciosos à saúde, promovendo o entupimento dos vasos arteriais (aterosclerose). Principais fontes são as frutas cítricas, alimentos ricos em vitamina D, betacarotenos, selênio, manganês, zinco, flavonoides, etc. O açaí, couve e acerola são fontes importantes de antioxidantes.

Portanto, o homem tem o dever de alimentar-se bem, velando pela conservação do seu corpo, “templo do Espírito Santo”, conforme foi dito por Paulo, em Carta aos Coríntios, Cap. três, Versículo dezesseis.

Assim sendo, é imprescindível para o espírito reencarnante, em sua trajetória evolutiva, procurar cuidar do seu corpo provisório, intentando investir na higiene, instrução e saúde para ser produtiva a sua reencarnação e não precisar passar pelo atroz sofrimento espiritual de uma desencarnação precoce.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado