pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Julho 2015
Compartilhar -

Já há algum tempo, os jornais noticiam casos de atentados aos Templos Umbandistas e Candomblecistas, como, igualmente, aos Centros Espíritas. No final do século XX, no bairro da Abolição, na Cidade do Rio de Janeiro, o Núcleo Espírita Cristo Consolador foi apedrejado, propiciando que muitas vozes discordantes fossem levantadas, denunciando o fato e protestando contra tamanho absurdo. Portanto, casos de intolerância religiosa já acontecem com alguma frequência em nosso meio há décadas.

À guisa de solidariedade a todos os nossos queridos irmãos umbandistas e candomblecistas, como também aos estimados profitentes da minha excelsa crença espírita, com muito prazer, faço algumas considerações, a seguir enumeradas:

1- Algumas vezes, visitei a saudosa médium Ivonne A. Pereira, em sua residência, no bairro de Piedade, e sempre fui recebido com muito carinho e apreço. Certa feita, abordando o tema do extremismo envolvendo alguns grupos religiosos, a estima medianeira enfatizou que muitos dos mais fanáticos seguidores de suas seitas são irmãos judeus intolerantes do pretérito que rejeitaram Jesus e, reencarnados, hodiernamente, tentam, de qualquer forma, impor a conversão dos indivíduos às suas seitas, forçando a aceitação do Cristo à sua moda, ou seja, intransigentemente. Na realidade, inconscientemente, diligenciam retirar de si mesmos o pesado remorso que lhes aflige;

2- Os ingênuos seguidores dessas seitas são manipulados por sagazes e espertos líderes que utilizam a Bíblia como fonte de renda, enriquecendo-se à custa do Cristo que, contrariamente ao que pregam, exortava: “... de graça recebestes, de graça dai” (Mateus 10:8) e que expulsou a todos os que ganhavam dinheiro, fazendo comércio no Templo de Jerusalém, dizendo: “Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; vós, porém, a transformais em covil de ladrões” (Mateus 21: 12-13);

3- Os pseudoguias dessas denominações religiosas utilizam, em suas pregações, de maneira peremptória, a figura medieval e lendária do diabo. Por sinal falam mais dele do que de Deus, atemorizando e intimidando os fiéis da sua crença;

4- Intentam exorcizar o demônio e os espíritos inferiores, com a utilização dos mesmos métodos e propósitos desmoralizados, na cidade de Éfeso, pelo discípulo Paulo. Esses pretensos expelidores de influências malignas foram chamados de “exorcistas ambulantes” e desmascarados, em sua impostura, segundo relata o livro Atos dos Apóstolos, capítulo dezenove, versículos treze e dezessete;

5- É inconcebível que pessoas ditas seguidoras de Jesus agridam fisicamente o semelhante, conforme aconteceu recentemente, na cidade do Rio de Janeiro, com a menina candomblecista Kailane Campos, de 11 anos, levando uma pedrada na cabeça, quando deixava o seu local de trabalho religioso, no bairro Vila da Penha. Devido à agressão, a jovem chegou a desmaiar e perder momentaneamente a memória. Segundo relato dos jornais, testemunhas narraram que ela foi atacada por religiosos violentos e foi vítima de intolerância religiosa. A ocorrência foi registrada na Polícia como lesão corporal e prática de discriminação religiosa. Foi noticiado, também, que os autores foram dois homens, os quais teriam xingado e provocado os adeptos do candomblé que estavam com a menina. Alguns dias depois, na Rua Humaitá, também situada no Rio de Janeiro, a Casa do Mago foi alvo, igualmente, de apedrejamento. Foram vistos três homens, um deles com um livro preto na mão, talvez a própria Bíblia, arremessando seis pedras contra o prédio, danificando imagens do local. Além disso, uma senhora teria sido atingida por uma das pedras.

Há alguns dias, precisamente em 19 de junho de 2015, o abnegado médium Gilberto Arruda, que tive a oportunidade de conhecer, de admirar e de ter sido também ajudado, trabalhador do Centro Espírita Lar Frei Luiz, na Estrada da Boiúna, na Taquara, Zona Oeste do Rio, segundo a imprensa, foi encontrado morto, amarrado e amordaçado, e tinha sinais de espancamento, principalmente no rosto. Até agora, não se sabe o motivo de tal violência. Muito estranha, porém, a informação de ter sido encontrado amarrado na cama, desde que a interpretação literal, a linguagem figurada de Apocalipse, capítulo 20, versa a respeito de o Diabo ser amarrado por mil anos e desde que crentes pseudo-religiosos, os mais exaltados, ingênuos e ignorantes, clamem que “o Espiritismo é regido por Satanás” e que possuem poderes de “amarrar o maligno”. Que as vibrações harmoniosas de todos os amigos reconhecidos do médium Gilberto sejam espargidas sobre ele, sabendo que o estimado companheiro ressurge feliz, na Espiritualidade, tendo passado com êxito pela prova que já estava programada antes da sua reencarnação. Sabe-se, em Mateus 18:7, que o escândalo é necessário (ele precisou passar por essa dolorosa experiência), mas ai daqueles por quem vem o escândalo (dignos de amparo os que impetraram esse ato contrário às leis divinas);

6- O Mestre ensinou à Humanidade o mandamento do “amor ao próximo” e, quando designou os setenta mensageiros, Jesus reafirmou a não violência, falando: “Ao entrardes numa casa, dizei antes de tudo: Paz seja nesta casa” (Lucas 10;5). Do Sermão da Montanha pode ser extraído: ”Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (Mateus 5:5). Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5:9). O Cristo disse: “Todo aquele que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento” (Mateus 5:22). “Fazei aos homens o que queiras que vos façam...” (Mateus 7:12);

7- Jesus exemplificou a tolerância e a caridade. Quando o apóstolo João lhe disse que proibira um homem de trabalhar pela sua causa já que não fazia parte do grupo dos discípulos, o Mestre exclamou: “Não proibais; pois quem não é contra vós outros, é por vós” (Lucas 9:49-50). Quando alguns dos seus mensageiros foram expulsos de uma aldeia de samaritanos, Tiago e João queriam sua permissão para revidar a agressão e o Mestre os repreendeu (Lucas 9:52-56);

8- Para os adeptos de seitas intolerantes e anticristãs, os demais religiosos são anatematizados, principalmente, os seguidores dos cultos afro-brasileiros e os espíritas que são enquadrados injustamente como heréticos e por esse motivo são mais desprezados. Interessante frisar que assim também pensavam e agiam os judeus ortodoxos do passado a respeito dos samaritanos. Lamentavelmente, sentiam repugnância em manter relações sociais e religiosas com os habitantes do distrito de Samaria, na Palestina Central, os quais sofreram miscigenação com os assírios e assimilaram cultos idólatras (adoração de deuses por meio de imagens), misturando-os com a crença em Jeová. No ano de 129 a.C., os judeus destruíram o templo samaritano no monte Gerizim. Em que pese serem os samaritanos renegados pelos judeus, o Mestre Jesus cita, exatamente, um samaritano como modelo de amor ao próximo e de salvação, em seu diálogo com o doutor da lei. O Cristo desenvolve uma parábola, na qual um homem, espancado por ladrões e abandonado semimorto em uma estrada, foi ignorado por um sacerdote (aqui um representante das religiões) e por um levita (uma autoridade), sendo socorrido por um marginalizado pela sociedade judaica, rejeitados por todos;

9- Muito triste constatar que o Cristianismo continua deturpado pelos homens preconceituosos, intolerantes e fanáticos. Contudo, Jesus permanece transparente e intocável em seus profundos ensinamentos. Os verdadeiros cristãos, além de se manter em oração diante desses violentos e ignorantes pseudo-religiosos e emitir vibrações de perdão, devem cobrar das autoridades constituídas ações eficazes para sustar essas ações nefastas e punir seus articuladores.

10- Na dimensão espiritual, sofrendo o rigor das ações más que engendraram na Terra, ouvirão, assenhoreados por um remorso intenso, as palavras proféticas do excelso e amoroso Jesus: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus (...) Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios (espíritos maléficos), e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: NUNCA VOS CONHECI. APARTAI-VOS DE MIM, OS QUE PRATICAIS A INIQUIDADE” (Mateus 7: 21-23).

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado