pteneofrdeites
Compartilhar -

ALMA GÊMEA

Alma Gêmea da Minh'alma,
Flor de luz da minha vida,
Sublime estrela caída
Das belezas da amplidão !...
Quando eu errava no mundo,
Triste e só, no meu caminho,
Chegaste, devagarinho,
E encheste-me o coração :

Vinhas na benção dos deuses,
Na divina claridade,
Tecer-me a felicidade em sorrisos de esplendor !...
És meu tesouro infinito,
Juro-te eterna aliança,
Por que sou tua esperança,
Como és todo o meu amor !!

Alma Gêmea da minh'alma,
Se eu te perder, algum dia,
Serei a escura agonia
Da saudade nos seus véus...
Se um dia me abandonares,
Luz terna dos meus amores,
Hei de esperar-te, entre as flores
Da claridade dos céus...

Texto do livro "Há dois Mil Anos" de autoria de Emmanuel e psicografia de Francisco Cândido Xavier

CARIDADE E JESUS

A história do Bom Samaritano, ainda
hoje, compele-nos a reconhecer na
caridade o caminho aberto por Jesus à
união e à paz entre as criaturas e não
antes dele.

Os papiros do Egito ancião não se
reportam a qualquer sentimento, qual o
da parábola, capaz de reunir corações
estranhos uns aos outros.

Os documentários da Roma Imperial
não evidenciam qualquer vestígio de
semelhante demonstração de calor
humano.

As páginas da Grécia antiga,
conquanto se definam, até agora, por
ápices da cultura filosófica de todos os
tempos, não nos revelam indícios desse
amor ao próximo, desacompanhado de indagações.

Arquivos de povos outros que
passaram na Terra, antes do Cristo, não
revelam qualquer sinal desse imperativo
de amparo imediato a necessitados que
se desconheça.

Jesus porém, com a história do
Samaritano generoso, inaugura um
mundo novo no campo emotivo da
Humanidade, com base na assistência a
qualquer irmão do caminho terrestre,
que se veja em calamidade e penúria,
sem distinção de credo e raça.

Caridade, onde esteja, é a presença
de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Sempre que te detenhas a contemplar
um hospital ou um lar consagrado aos
desprotegidos, uma instituição de auxílio
social ou de socorro fraterno, eleva o
pensamento à Bondade Divina em sinal
de louvor e colabora, quanto puderes,
em benefício dos outros.
Através do ensinamento do Senhor,
todas as criaturas válidas são
naturalmente chamadas pelas Leis de
Deus, à sustentação possível daquelas
outras que estejam caídas em provação.
E sempre que te observes à frente de
quaisquer dessas obras dedicadas à
compreensão e ao amor, recorda que te
achas, perante a irradiação da Luz
Divina, ou mais propriamente, ante a
Caridade e Jesus.

Grupo Espírita da Prece - Uberaba - MG 27.10.78
Fonte: Livro "Marcas do Caminho"
Psicografia: Francisco Cândido Xavier - Espíritos diversos

NUNCA ESMOREÇAS

Alma fraterna, recorda:
Os momentos infelizes
parecem noites de crises
Em que o céu lembra um vulcão;

Ribombam trovões no espaço,
Coriscos falam da morte,
Passa irado o vento forte,
Tombando troncos no chão...

Os animais pequeninos
Gritam pedindo socorro
Descendo de morro em morro,
Cai a enxurrada a correr...

Mas finda a borrasca enorme,
No escuro da madrugada,
Em riscas de luz dourada,
Vem o novo amanhecer.

Assim também na vida,
Se atravessas grandes provas,
Na estrada em que te renovas,
Guarda a calma ativa e sã;

Sofre, mas serve e caminha,
Vence a sombra que te invade,
Se a hora é de tempestade,
Há novo dia amanhã...

(Poema psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier,
publicado no "Jornal Município de Pitangui, no. 25, setembro de 1991)

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado