pteneofrdeites
Compartilhar -

AOS PEQUENOS COMPANHEIROS

Deus fez da vida um jardim,
Fez do mundo o nosso lar,
Onde aprendemos a amar
Sua grandeza sem fim.

Em todas as direções,
Nas cidades, nos caminhos,
No campo, no mar, nos ninhos,
Há sempre grandes lições.

No prazer, no sofrimento,
Na noite longa e sombria,
Na claridade do dia,
Tudo é flor de ensinamento.

Colhamos bênçãos de luz
Nas lutas que a vida encerra ...
O jardim é toda a Terra,
O jardineiro é JESUS.

Francisco Cândido Xavier - Livro Antologia da Cria

CARIDADE, DOCE IRMÃ

Por que choras, meu anjinho,
Esfarrapado e sozinho,
Vagando de déu em déu?

Choro de dor e saudade,
Pois sou filho da orfandade ...
Minha mãe foi para o céu.

Que tens?
Sinto frio e fome,
A angústia que me consome

Parece nunca ter fim ...
A Ventura me escorraça,
O Orgulho olha-me e passa

Sem compaixão para mim!
Minha mãe já não existe
E, desde o momento triste

Em que o Senhor ma levou,
Não tenho a mão de um amigo,
Pequeno e pobre mendigo
Eis agora o que hoje sou.
Vem comigo!
Oh! Quem me dera! ...

Vem! Terás a primavera
De doce e eterna manhã! ...
Teu nome? Sonho ou verdade?
Eu me chamo Caridade.

Quem és tu?
Sou tua irmã

Francisco Cândido Xavier - Livro Antologia da Criança

INVOCAÇÃO

Anjos da Paz da Espiritualidade,
Desdobrai vossas asas luminosas,
Sobre este altar de lírios e rosas
Florindo às luzes da imortalidade.

Gênios de Luz, de Amor e de Bondade
Almas divinas, almas carinhosas,
Descei das amplidões da Eternidade
A esse banquete da fraternidade!

Vinde da claridade pura e imensa!
Trazei a este cenáculo da crença
Da Justiça de Deus, o Amor e a Luz!

Derramai neste Templo da Esperança,
As flores da Verdade e da Bonança
Do Jardim claro e eterno de Jesus!...

(Soneto recebido na "União Espírita Mineira", por ocasião da conferência ali pronunciada pelo prof. Leopoldo Machado, subordinada ao tema "Das responsabilidades dos Espíritas do Brasil").
Extraído do livro Bênçãos de Amor. Autores Diversos
Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

MINHA MÃEZINHA

Tenho em casa uma pessoa
De lábios e mãos de arminho,
Que me abraça de mansinho,
Que me beija e me abençoa.

Se erro, ajuda e perdoa,
Se choro, traz-me carinho,
É o anjo do meu caminho,
Humilde, serena e boa.

Se há riso e festa na rua,
Junto de mim, continua
Sempre terna, sempre minha...

Meu coração conta ao vê-la.
Mais bonita que uma estrela.
Essa pessoa é Mãezinha.

Extraído do livro Bênçãos de Amor. Autores Diversos
Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Na Comunhão com Jesus

Nesta Escola que é templo de bonança,
Nós queremos, Jesus, em cada dia,
Celebrar tua doce eucaristia
No Evangelho divino da Esperança.

Tua palavra é o hino de alegria,
Que nos envolve a fé segura e mansa,
A luz que nos ensina a ser criança,
Com o teu amor, - na fonte Harmonia.

Nossos passos são trôpegos na estrada,
Nosso esforço, Senhor, é quase nada,
Mas teu braço amoroso nos conduz.

Seja conosco a paz de andar contigo,
Lendo-te o coração excelso e amigo,
No banquete evangélico da Luz!

Psicografia de Chico Xavier

O IRMÃOZINHO

Quando nasceu Antoninho,
Disse vovó, com carinho:
Nesta adorável criança,
Temos mais uma esperança!

Ganhamos um novo amigo
Que procura nosso abrigo.
É um Espírito que vem
Buscar a verdade e o bem;

Crescerá, junto de nós,
Terá força, terá voz ...
Agora, é um bebê risonho,
No berço feito de sonho;

Amanhã, que se comporte,
Será homem nobre e forte.
Seu coração está cheio
Da grande luz de onde veio.

Ele volta ao nosso nível
Da imensa esfera invisível,
Procurando amor e luz
Para servir a Jesus.

Em seguida, vovozinha
Beijou-lhe a face branquinha,
E falou, findo o intervalo:
Deus nos ajude a guardá-lo.

Francisco Cândido Xavier - Livro Antologia da Criança

ORAÇÃO DOS MENINOS

Pai Nosso, que estás nos Céus
Na glória da Criação,
Ouve esta humilde oração
Dos pequenos lábios meus.

Santificado, Senhor,
Seja o Teu nome divino
Em minh'alma de menino
Que confia em Teu amor.

Venha a nós o Teu reinado
De paz e misericórdia
Sobre o mundo atormentado.

Que a Tua vontade, assim,
Que não hesita nem erra,
Seja feita em toda a Terra
E em todos os céus sem fim ...

Dá-nos, hoje, do celeiro
De Tua eterna alegria
O pão nosso que sacia
A fome do mundo inteiro.

Perdoa, Pai nesta vida,
Os erros que praticamos,
Assim como perdoamos
Toda ofensa recebida.

Não deixes que a tentação
Nos vença a carne mortal
E nem permitas que o mal
Nos domine o coração.

Em Tua luz que me beija
E em Teu reino ilimitado
Que sejas glorificado,
Agora e sempre .... Assim seja!

Francisco Cândido Xavier - Livro Antologia da Criança

SIGAMOS COM JESUS

Meus filhos, a nova era
E' divina primavera
Nascente, clara, louçã...
Ao sol do evangelho vivo,
Busquemos trabalho ativo,

Enquanto raia a manhã.
Partamos ao dia lindo,
Colhendo e distribuindo,
As flores do amor cristão.
Convertamos nossa lida
Na benção indefinida
De paz e de redenção.

Onde a mente enferma e pobre
De ignorância se cobre
Na treva em que se conduz
Passemos servindo, em bando,
Felizes, despetalando
Os lírios alvos da luz.

Onde a dor exibe chagas,
Angústias, misérias, pragas,
Desânimo e solidão,
Espalhemos com bondade
As rosas da caridade
Que nunca fenecerão.

Onde o frio é rijo açoite
Aos que choram sob a noite,
Sem a ternura de alguém,
Trazendo incentivo e lume,
Libertemos o perfume
Das açucenas do bem.

Onde a revolta se exprime,
Na mágoa, no horror, no crime,
Nas hecatombes até
Plantemos com segurança
Verdes palmas de esperança
Para a vitória da fé.

Comecemos desde agora,
Ao doce calor da aurora,
Servindo sem descansar.
Quem no Evangelho não dorme
Encontra colheita enorme
Nas bênçãos do Eterno Lar!...

E se alguém amaldiçoa
Nossa oferta humilde e boa,
Digamos sem aflição: -
- " Por amor fazemos isto!..."
Sigamos com Jesus Cristo,
Filhos do meu coração!

Solenidade Comemorativa em Belo Horizonte
Belo Horizonte - MG 07.09.1950
Fonte: livro "Marcas do Caminho"
Psicográfia: Francisco Cândido Xavier (Espíritos diversos)

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado