pteneofrdeites
Compartilhar -

A CHAMA DIVINA

Na escuridão hostil da primeira caverna,
Enquanto o homem larval grita, sonha e tateia,
Deus acende na furna humílima candeia
Sobre simples sinais da natureza externa.

A princípio é clarão de pálida lanterna,
Frágil, treme, vacila, ondula e bruxoleia,
Depois, é tocha imensa a crepitar sem peia,
Descortinando ao mundo a Majestade Eterna!

Facho excelso e imortal, desde então fez-se guia
Da civilização que fulge e se irradia
Em sublime esplendor, flamífero e disperso...

E essa Chama Divina é o Livro soberano,
Hífen de sol, ligando o entendimento Humano
À grandeza da vida e à Glória do Universo.

Psicografia Chico Xavier - Espíritos Diversos - Livro Servidores no Além

CAMINHO DA LUZ

Além do mundo amargo e miserando
Há na morte um caminho florescente,
Onde a alegria mora eternamente
Entre flores e pássaros cantando.

Estrada de ouro e luz ignescente,
Onde passam espíritos em bando,
Suaves corações glorificando
Os triunfos da lágrima pungente.

Nesse caminho, as almas vencedoras
Guardam consigo as jóias da ventura,
Sem que os séculos possam desfazê-las.

Esplendores de sóis, clarões de auroras,
Flores de amor e paz risonha e pura,
Há nessa estrada fúlgida de estrelas!...

Livro: LIRA IMORTAL - Francisco Cândido Xavier- Espíritos Diversos)

SER CRISTÃO

O Evangelho no mundo é o Livro da alegria,
Revelando em Jesus o Coração da História.
Sob a estrela fulgente e em cânticos de glória,
A Manjedoura surge e a Graça principia.

Nas Bodas de Cana, o Senhor faz-se o guia
Da festa de noivado, em milagre e vitória,
E em toda a Galiléia é a beleza incorpórea,
Trazendo amor e sol à Terra escura e fria.

Converte a própria cruz, que o flagela e domina,
Em mensagem da vida imortal e divina,
Doando a fé sublime augusta sementeira.

Em júbilo, sem par, alcançando o infinito,
Ser cristão é ser luz ao mundo amargo e aflito,
Pelo dom de servir à Humanidade inteira.

Psicografia Chico Xavier Livro: Antologia Mediúnica do Natal

SONETO

O homem da Terra, mísero e precito,
No máximo de dor de que há memória,
Vai penetrar a noite merencória
do seu caminho desvairado e aflito.

No mundo, em toda a parte, ouve-se o grito
Da mentira em seus dias de vitória!
Ostentação, miséria, falsa glória
Afrontando as verdades do Infinito!

Mas ao coro sinistro das batalhas
Hão de cair as rígidas muralhas
Que guardam a ilusão do mundo velho!..

E após a dor, a treva e a derrocada,
O homem renascerá para a alvorada
Da luz divina e eterna do Evangelho!

Soneto recebido pelo médium Francisco Cândido Xavier, na sede da União Espírita Mineira, em 6 de agosto de 1939)
Livro: LIRA IMORTAL - Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos)

SONHA!

Vive, como quem sonha a vida inteira,
Uma paisagem primorosa e bela,
Como um céu safirino que se estrela
De luz e que essa luz toda te queira.

Vive como quem sonha, rindo à beira
De um lago azul, mirando a caravela
Da esperança, suavíssima e singela,
Nosso amparo na mágoa derradeira.

Converte em canto as tuas agonias,
Pois que outra vida além da morte espera
Todos os seres, todas as criaturas!

A fé clareia as noites mais sombrias,
Fazendo-te entrever a primavera
Que despetala flores nas alturas.

Livro: LIRA IMORTAL - Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos)

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado