pteneofrdeites
Compartilhar -

OUVE A VOZ DO CORAÇÃO

Ante os problemas da vida,
Centraliza-te no bem.
Não questiones em excesso
E nem condenes ninguém.

O que existe sobre a Terra
O tempo consumirá...
Do que observas, apenas
O bem permanecerá.

O que sabes, pouco importa;
O que possuis, igualmente...
Somente o bem que praticas
É o que vale realmente.

Reflete nesta sentença
Que em toda parte perscruto:
Se a Verdade é relativa,
Todo Bem é absoluto.

Se busca, pois, pela fé,
Não desprezes a razão;
Mas, se queres encontrá-la,
Ouve a voz do coração!

Do livro "Para Sempre", psicografado por Carlos A. Baccelli, IDE.

VIDA E PROVA

Na roseira cresce o espinho
Mas cresce a rosa também...
Há muito mal no caminho
Que resulta em grande bem.

Não te revoltes na prova
Que te fere o coração.
A árvore se renova
Depois das folhas no chão.

Suporta em silêncio a cruz
Que te pesa vida afora,
Depois da noite, eis a luz
No resplendor da aurora.

Quem mais sofre nada diz.
Recebe a dor por troféu
E embora seja infeliz,
Escala os degraus do Céu...

Imagem que vejo o espalho
Para os crentes e os ateus:
Dependurado no galho,
O ninho confia em Deus.

Valoriza a própria vida,
Não abandones o lar;
É na família querida
Que se aprende o verbo amar...

A pérola linda e nova
Que a pobre ostra produz,
Recorda o final da prova,
Quando a treva se faz luz...

O pedreiro da floresta,
João-de-Barro cantador,
Trabalha fazendo festa,
Esquecendo a própria dor.

Livro "Juntos Venceremos - Francisco Cândido Xavier - Autores Diversos

COM JESUS E COM KARDEC

O espírita antigamente,
Nas visões em que me interno,
Fosse na rua ou no lar
Era muito mais fraterno.

Os templos eram humildes
Construções de alvenaria.
Sob a luz da mesma fé,
Tudo vibrava harmonia.

Cultivava-se o respeito
Pela Codificação.
Hoje dizem que Kardec
Necessita revisão.

Nos artigos dos jornais,
Sempre se tinha o que ler.
Agora é o ataque mútuo,
Provocando-se a valer...

Até mesmo para o passe
Inventaram que a Doutrina é livre
E vão prescrevendo as normas...

Aos caminhos de quem serve,
Chega a crítica mais cedo
E, por isso, de ser médium
Muita gente anda com medo.

Eu sei que lendo os meus versos
Ainda alguém vai falar:
-"Foi algum obsessor
Que tomou o seu lugar..."

De fato, os tempos são outros.
O progresso é natural.
Mas não percamos de vista
A pureza original.

Recordando, meus amigos,
O que houve ao Cristianismo,
Procuremos trabalhar
Deixando tanto modismo.

Aqui paro e vou cantando
Na estrada que me conduz:
Sou um "espírita de ontem",
Com Kardec e com Jesus.

9 DE OUTUBRO DE 1861

Em Barcelona, a praça tumultua ...
O povo se aglomera ante a fogueira
Que a inquisição acende, sorrateira,
No mal que o fanatismo perpetua ...

A multidão protesta e não recua,
Vaiando em altos brados, sobranceira,
A atitude arbitrária e derradeira
De quem queima a Verdade em plena rua ...

Passado mais de século, no entanto
O povo agora assiste, canto a canto,
A vitoria da Fé em áureas flamas ...

Revivendo o Evangelho de Jesus,
Propaga-se no mundo a excelsa luz
Das obras de Kardec dentre as chamas! ...

Contido na obra "Dor e Luz", Psicografia: Carlos Bacceli
Transcrito do Redenção - Outubro 1999
Boletim Informativo Mensal do Grupo Espírita Redenção

PREVISÕES PARA 1990

Nunca fui de astrologia
Mas de atenção calma e atenta,
Faço algumas previsões
Para o ano de Noventa.

Deus nos dê trabalho e paz,
No tempo que se inicia,
Na união de que dispomos,
Em cânticos de alegria.

Veremos o desemprego
Em rixas e sofrimentos.
Não por falta de serviço,
Por falta de vencimentos.

A imprensa fará barulho,
Comentando as regalias,
Muita gente clamará
No corte das mordomias.

Os problemas serão muitos,
Todos nós sabemos disto,
Mas teremos segurança
Na benção de amor do Cristo.

O amor livre crescerá
Nos modos justificados;
Em toda parte, ouviremos
Cochichos de namorados.

Os nossos avós e pais
Lembram afagos antigos,
Nossos amados idosos
Nunca serão esquecidos.

Natalidade terá
Aumento e números loucos,
Muitas crianças nascendo,
Casamentos serão poucos.

O conflito entre as Nações
Permanece em grossa bruma;
Da guerra e rumor de guerra
Não se sabe cousa alguma.

As questões salariais
Surgirão em causas leves,
Os processos mais estranhos
Suscitarão várias greves.

Apesar da luta imensa
De que a Terra está marcada,
Pela fé que cultivamos
A paz será conservada.

E todos nós cantaremos
Sob a luz do céu de anil,
Trabalhando com Jesus
No progresso do Brasil.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier
Livro: Saudação do Natal

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado