pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Setembro 2015

Sobre o autor

Dirceu Machado

Dirceu Machado

Compartilhar -

PRIMEIROS ANOS

Gustav Theodor Fechner nasceu em Groß Särchen, perto de Muskau, na Baixa Lusatia, Silesia, que fazia parte do norte da Alemanha, em 19 de abril de 1801. Seu pai e seus avós eram clérigos mas, apesar disso, Fechner se tornou ateu na juventude.
Seus primeiros estudos foram feitos em Sorau (agora Zary, oeste da Polônia). Em 1817, ingressou na Academia de Medicina e Cirurgia de Dresden e a partir de 1818 na Universidade de Leipzig, cidade onde residiu o resto de sua vida. Graduou-se em medicina em 1822.

INICIO DE CARREIRA

 

Seu interesse voltou-se para a Física Teórica e Prática. Fechner casou-se em 1833 e, em 1834, foi convidado a lecionar física naquela Universidade. Durante o ano de 1839 desenvolveu um problema na vista e quase perdeu a visão, em consequência de suas pesquisas sobre a cor e a visão. Neste período, caiu numa depressão que durou vários anos. Tinha dificuldades para dormir, não tinha fome e quando tentava se alimentar não conseguia digerir os alimentos; seu corpo estava quase em estado de inanição. Segundo alguns especialistas, a doença de Fechner pode ter sido de natureza neurótica ou esquizofrênica.

 

ENCONTRO COM A ESPIRITUALIDADE

 

Um detalhe, entretanto, não passou despercebido por ele: sentiu que tinha alucinações e sentia-se como se estivesse obsidiado. Abandonou completamente suas pesquisas e, após se recuperar, depois de três anos de muito sofrimento, interessou-se por questões psicológicas e religiosas.

É desta época que, influenciado por Schelling e por pensadores orientais, publicou a obra filosófica: Nanna, ou sobre a vida psíquica das plantas (1848). Também é desta época que passou a estudar a relação entre a mente e o corpo, assunto sobre o qual escreveu vários artigos e deu várias palestras. Este assunto sempre o preocupava desde as aulas do Prof. E.H. Weber sobre Fisiologia, e às aulas do Prof. Lorenz Oken sobre Filosofia, enquanto estudante na Universidade de Leipzig.

Para Fechner, o físico e o psíquico não seriam realidades opostas, mas aspectos de uma mesma realidade essencial. O universo seria um conjunto vivificado de seres finitos sustentados pela infinitude de Deus. Assim, as leis naturais seriam manifestações da perfeição divina.

A PSICOFÍSICA

Procurando demonstrar que o psíquico e o físico são dois aspectos diferentes da mesma realidade, formulou, em seus Elementos de psicofísica, de 1860, uma lei estabelecendo a relação entre a intensidade física de um estímulo (excitação) (I) e a intensidade psicológica da sensação (S). Esta lei, para homenagear seu antigo professor, ele denominou “Lei de Weber”, mas é conhecida como “Lei de Weber-Fechner” e assim se escreve: S = k ln I, onde k é uma constante que depende de vários fatores, S é a intensidade da sensação e ln I é o logarítimo neperiano da excitação e pode ser entendida como: “para que a intensidade da sensação aumente em progressão aritimética, o estímulo deve aumentar em progressão geométrica”. Ele considerava Weber como sendo o verdadeiro pai da Psicofísica, entretanto, especialistas no assunto consideram Fechner, juntamente com Wilhelm Wundt e Hermann von Helmholtz, os fundadores da moderna psicologia experimental.

CONCLUSÕES

Os assuntos relacionados à espiritualidade tiveram uma influência bastante grande durante toda sua vida, mas principalmente após sua repentina cura.

Publicou, em 1882, em alemão, o livro On Life After Death (Sobre a vida após a morte) e, Zend-Avesta (Sobre as coisas do céu e do além).

Seu livro On Life After Death (Sobre a vida após a morte) chamou a atenção do famoso filósofo William James que o traduziu para o inglês e escreveu a introdução. Este livro foi publicado em 1904 sob o título The Little Book of Life After Death (O pequeno livro da vida após a morte). Escreveu, ainda, muitos outros livros, em alemão, dentre os quais destacamos:

Ueber das höchste Gut (Concerning the Highest Good) (1846) e Die drei Motive und Gründe des Glaubens (The three motives and reasons of faith) (1863). Google (Harvard) — Internet Archive (NYPL).

Fechner desencarnou em Leipzig, a 28 de novembro de 1887, aos 86 anos de idade. Gustav Theodor Fechner, médico, cientista, professor da Universidade de Leipzig e fundador da Psicofísica é mais um exemplo de que Ciência e Espiritualidade podem caminhar juntas.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado