pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Outubro 2016

Sobre o autor

Dirceu Machado

Dirceu Machado

Compartilhar -

PRIMEIROS ANOS

Hamlin Garland nasceu em 1860 perto de Salem, Wiscosin, Estados Unidos da América. Sua família e ele se mudaram para Iowa em 1869, primeiro se instalaram em Winneshiek County e depois para Burr Oak Township em Mitchell County, onde seu pai se instalou em uma fazenda. Lá, Garland trabalhava normalmente como se fosse um trabalhador rural. Em 1875, Garland foi enviado para um seminário em Cedar Valley para fazer seus primeiros estudos, onde permaneceu até 1881. Apesar de sua extrema pobreza, Garland era um excelente aluno. Depois de graduar-se com honras no Seminário, foi convidado a lecionar em uma escola de Illinois. Assim permaneceu por um ano até que decidiu viajar com seu irmão para conhecer melhor o país.

CULTURA EM BOSTON

Seu pai sempre comentava sobre ser a cidade de Boston o centro da cultura, então decidiram em 1884 se instalar nessa cidade e prosseguir seus estudos. Como a Universidade era muito cara, decidiu ler e estudar todos os livros disponíveis na Biblioteca Pública de Boston, bem como lecionar Inglês e Literatura Americana para alunos particulares. Enquanto vivia em Boston fez muitos amigos, entre os quais se incluem Oliver Wendell Holmes, Henry Ford, John D. Rockefeller e Lorado Taft. Tornou-se um defensor do movimento que lutava pela melhoria das condições rurais do Meio-Oeste Americano. Sua cultura era tanta que escreveu cerca de 50 livros, tornando-se detentor de Prêmio Pulitzer de Literatura. Esteve sempre envolvido nos maiores movimentos ligados à cultura americana, artes e direitos sociais.

HONRARIAS E RECONHECIMENTO

Foi agraciado com o título de Doutor Honoris-Causa pela Universidade de Wisconsin, Beloit University, Northwestern Southern California. Nesta última Universidade, no Memorial Doheny da Biblioteca, são arquivados os documentos relacionados a Hamlin Garland. Hoje existe a Sociedade Hamlin Garland, com a finalidade de divulgar informações sobre a obra literária de Garland, e sua antiga casa em Salem, Wisconsim, é considerada um marco histórico e um museu.

FENÔMENOS MEDIÚNICOS

Em seu livro Forty Years of Psychic Research (Quarenta anos de Pesquisas Psíquicas), escrito em 1936, Garland afirma que era agnóstico e um estudante de Darwin e Herbert Spencer quando, em 1891, foi convidado para se tornar um investigador da Sociedade Americana de Psicologia (não confundir com Sociedade de Pesquisas Psíquicas) justamente por ser um agnóstico e cético em relação aos fenômenos paranormais.

Enquanto visitava Santa Bárbara, Califórnia, em 1892, Garland conheceu a médium de efeitos físicos Mary Curryer Smith, a quem deu o pseudônimo de “Mrs. Smiley” para manter a privacidade em seus relatórios. Em princípio Garland, assim como a maioria dos pesquisadores, imaginava que o fenômeno de voz-direta era apenas um truque de ventriloquia. A primeira sessão em que participou foi um fracasso, aparentemente devido a um temporal com muitas descargas elétricas, mas as reuniões subsequentes produziram vários fenômenos sobre os quais não era possível levantar dúvidas quanto a autenticidade. Ao longo dos anos Garland reuniu-se com muitos outros médiuns genuínos sobre os quais registrou suas experiências e observações de fenômenos de voz-direta, materialização e muitos outros, todos documentados no livro Quarenta anos de Pesquisas Psíquicas.

OUTRAS EXPERIÊNCIAS

Através de uma outra médium de voz-direta, Sophia Williams, Garland comunicou-se com Sir Arthur Conan Doyle, Sir William Crooks, Dr. William James e Dr. Gustave Geley, todos eles pesquisadores psíquicos que informaram estar ali para ajudá-lo em suas pesquisas.

       Depois da publicação de Quarenta Anos..., Garland publicou em 1939 o livro The Mystery of the Buried Crosses (O mistério das cruzes enterradas). Apesar de ser mais famoso com novelista também alcançou notoriedade como poeta, ensaísta e professor. Por mais de quarenta anos Garland lecionou Literatura e História Americana. Seus dois últimos livros sobre fenômenos mediúnicos foram escritos quando já residia em Hollywood, Califórnia. Garland desencarnou em 04 de março de 1940.

       Hamlin Garland, Doutor Honoris-Causa, poeta, escritor, professor e pesquisador dos fenômenos paranormais é mais um exemplo de que cultura e espiritualidade podem caminhar juntas.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado