pteneofrdeites
Compartilhar -

Nasceu em Bom Jesus do Itabapoana, RJ, em 09/03/1927. Foi criado sob os preceitos da doutrina espírita pelos pais Homero e Cacilda e, quando adolescente, tocava clarinete na banda da cidade; sempre gostou muito de música e lia partitura muito bem. Aos 17 anos veio para cidade do Rio de Janeiro para estudar e trabalhar. Trabalhou na loja Barbosa Freitas onde conheceu Nadyr Barros Xavier, com quem se casou em 16/09/1950 e com ela teve quatro filhos: Maria da Penha, Eliana, Regina e Itamar.

Fez concurso público para técnico de contabilidade do BNDE, em 1965. Formou-se Bacharel em Ciências Contábeis, na Faculdade Moraes Jr. em 1973, e se aposentou como contador através de concurso interno pelo atual BNDES, em 1978.

Mudou-se para Niterói, em dezembro de 1968 e em 1975 começou a frequentar a UMEN – União da Mocidade Espírita de Niterói. Depois de aposentado, dedicou todo seu tempo à causa espírita. Por três décadas visitou a Colônia Tavares de Macedo, fez visitas domiciliares com outros passistas aos doentes impossibilitados de ir à casa espírita para dar o conforto espiritual e tratamento fluidoterápico.  Em 1982, foi convidado pelo Dr. João Luiz Pessoa a dirigir reuniões públicas de estudo da doutrina e palestra, na antiga FEERJ, hoje IEBM. Com o tempo criou reunião de desenvolvimento mediúnico e desobsessão. De 1990 a 1992, foi vice-presidente da FEERJ a convite do então presidente Sebastião Cadilhe.

Em 1986, juntou-se ao trabalho na comunidade do Salgueiro, SG, fundada e dirigida por Sonia Antunes até a presente data, ajudando-a na evangelização, bem como em campanhas de alimentos para atendimento aos necessitados da comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo. Fazia visitas também ao Asilo Apóstolos da Humanidade, em Rio Bonito, com um grupo de amigos levando fé e esperança aos idosos lá internados.

Em 31/03/1995, transferiu seus trabalhos espíritas para o CEPEAK - Centro de Estudos e Pesquisas Espíritas Allan Kardec, dando continuidade aos estudos das obras espíritas ininterruptamente por mais de 30 anos. Em 1/4/1995, a convite da presidente da casa, Sra. Elisabeth Charlote, dirigiu quatro reuniões até o ano de 2009. Foi um grande divulgador da doutrina espírita com centenas de palestras por todo o Estado do Rio de Janeiro.

Com o passar dos anos, as pessoas carentes daquela comunidade próxima ao Asilo Apóstolos da Humanidade solicitavam doações. Geraldo Ariosto Mota começou então a levar utensílios, remédios e alimentos para aquelas mães necessitadas e a cada visita o número aumentava. Fora do Asilo em um quintal próximo, crianças e adultos eram evangelizadas. Nesse momento o Sr. Itamar Xavier decidiu fundar uma casa espírita naquela comunidade tão carente. Comprou um terreno e construiu o GEMN – Grupo Espírita Maria de Nazaré. Criado juridicamente com a compra do terreno e o estatuto, em 13/03/1992 e sua sede inaugurada em 03/10/1993, na Rua Ayrton Senna da Silva, lote 1 quadra 1, Parque das Acácias -  Rio Bonito – RJ.

O GEMN era sua vida e sua dedicação era absoluta. Pregou o evangelho àquela comunidade com muita alegria, disciplina e perseverança.  Instalou serviços dentários com um consultório doado por Dr. João Luiz Pessoa com dentistas voluntárias, cestas básicas para as famílias cadastradas, o café da manhã para todos, e não poderia faltar o Evangelho para todos. Naquela oportunidade 70 crianças eram evangelizadas. Após os trabalhos ainda era oferecido um almoço. Os trabalhos cresceram e com eles o GEMN criou estudos doutrinários, reuniões mediúnicas e mocidade.  Oferecia ainda cursos de corte e costura, manicure, crochê, tricô, pintura, alfabetização, reforço escolar, aulas de higiene básica, artesanato em geral para ensinar um ofício às mulheres e adolescentes.

Itamar era britânico com seus compromissos. Além dos trabalhos realizados no GEMN, casa que fundou e presidiu por 13 anos, conciliava outras reuniões entre o CEPEAK e a UMEN. Foi um ótimo esposo, fazia café da manhã, comprava o pão e, quando a esposa acordava, estava tudo pronto; ainda fazia mercado sozinho. Jamais saiu de casa para trabalhar sem que fosse dar um beijo em cada filho que ainda estava dormindo e na sua esposa. Carinho para os netos não faltava.

Encontrava tempo de uma vez por mês ia visitar seus pais em Bom Jesus do Itabapoana, levando-lhes sempre muitos mimos. Foi excelente filho, pai, marido e avô. Por onde ele passava deixava um rastro de luz, de simpatia, de amor, um conselho, uma palavra amiga, um consolo.

Em 2005, passou a direção do GEMN para Walter Silva e sua esposa Gecileide, que mantêm todas as atividades criadas por ele além de trabalhos novos que foram surgindo com o tempo.

Em 10/12/2006, foi homenageado na instituição que fundou, com a inauguração da “Oficina de artesanato Itamar S. Xavier”.

Em 18/03/2012, o GEMN comemorou os seus vinte anos, todos que estiveram envolvidos na fundação da casa foram homenageados pela nova direção, inclusive homenagem póstuma ao Geraldo Ariosto Mota, mas que continua trabalhando na instituição nas reuniões mediúnicas. Foi neste dia que o Sr. Itamar Silveira Xavier fez sua última preleção e prece de encerramento envolvido em muita luz emocionando a todos.

No dia 4 de maio de 2012 desencarnou vítima de uma pneumonia silenciosa deixando além de uma enorme saudade, um exemplo de vida a ser seguido. Foi sepultado às 17h no Cemitério Jardim da Saudade – Parque das Acácias – Rio Bonito, onde se encontra também sua esposa.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado