pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Junho 2013
Compartilhar -
Luiz Antonio milleco    Autor de mais de duzentas músicas, ele se graduou pelo Conservatório Brasileiro de Musica do Rio de Janeiro. Suas composições têm o endereço certo em nossas almas, pois suas canções possuem sentimentos nobres e profundos.
    Criador da primeira técnica brasileira de trabalho clínico musico terapêutico, denominada "músico-verbal", tornou-se ainda escritor e médium psicógrafo, especialmente dedicado à literatura espírita. Cego de nascença, foi ativo combatente dos direitos dos deficientes visuais.
    Seu talento natural sabia cativar admiradores. Homem culto e simples usava a palavra sem tom de discurso, porque considerava o diálogo como forma ideal para troca de ideias.
    Foi fundador da SPLEB - Sociedade Pró-Livro Espírita em Braille no Rio de Janeiro, juntamente, com o marechal Mário Travassos e Marcos Vinícius Teles, em 30 de junho de 1953.
    Muitos deficientes visuais, a partir dessa iniciativa, tiveram acesso às obras espíritas, possibilitando assim, o conhecimento doutrinário e consolador de Jesus.
    Luiz Millecco usava um jargão na Rádio Rio de Janeiro muito interessante, que chamava a atenção dos ouvintes a participarem dessa obra, sem comprometê-los dizendo: ¨NA SPLEB TUDO É DE GRAÇA, EMBORA NADA SEJA DE GRAÇA PARA SPLEB¨. Assim, ele conseguia a adesão necessária para ajuda tão consistente aos custos dos serviços mensais da SPLEB.
    Seus eventos sociais eram marcados pela alegria e pela convivência fraterna, aliás, continuam assim até hoje, visto serem sempre lotados e muito concorridos.
    Homem ativo procurava se movimentar para servir em todos os flancos da divulgação espírita. Nunca se deixou levar pelo cansaço, nem pela acomodação.
    Fato marcante se deu foi quando ele e Marcos Vinícius foram prestigiar o espetáculo teatral ¨Os Mensageiros¨, de André Luiz, psicografada por Chico Xavier, com a Cia. Spirito Teatral, no Teatro da Cultura Inglesa, onde fez considerações interessantes sobre a peça dizendo: - Esse espetáculo conta um capítulo importante da nossa história de fracassos.
    E foram embora entre sorrisos e cordialidade abraçando os atores perfilados para o abraço fraterno de agradecimento.
    Aproveitando a oportunidade da ocasião, refleti sobre o que eles falaram e logo percebi uma possível relação no tempo e no espaço, com o período da Inquisição, bem como o estado psíquico da personagem (o sacerdote), onde André Luiz descreve com riqueza de detalhes as condições dos que ferem as leis naturais.
    Diante das frentes de trabalho, em 2003, Luiz Millecco presidiu o 1° Congresso Internacional de Cegos Espíritas. Outro projeto importante fundado por ele e dirigentes foi o Grupo dos Cireneus, onde através do Tele-Cristo se desenvolve o trabalho de atendimento, pelo telefone, às pessoas que buscam aconselhamento.
    Como professor de Ensino Especializado, cargo que ocupou no Instituto Oscar Clark até aposentar-se, dedicou-se ao desenvolvimento de seus educandos no crescimento intelectual, moral e espiritual, visando o avanço de cada um.
    Como escritor deixou obras marcantes repletas de conteúdos valiosos como: O Lado Oculto do Folclore Brasileiro; Meu Além de Dentro e de Fora; Cartas a um Sacerdote (escrito em parceria); Vivências (vol. I e II); O Canto da Vida (autor espiritual Delfos); Ecos de São Bartolomeu; Embainha Tua Espada; Doze Passos Rumo à Paz Interior; É Preciso Cantar; Música e Espiritismo (acompanhado do CD "Canção de Deus") e Olhos de Ver – O Desafio da Cegueira.
    Luiz Antônio Millecco Filho, esse artista da música e terapeuta da alma, mexe profundamente com as nossas inquietações humanas, além de mexer com as nossas saudades.
    A nossa certeza é saber que a tarefa continua seja onde for e o nosso Millecco, certamente, continua trabalhando e servindo com Jesus.
    Fica, portanto, a nossa sugestão, onde convido os nossos leitores a ouví-lo no You Tube, ou através do CD ¨Canção de Deus¨.
    Tenho certeza que todos vão se emocionar e se surpreender!...

Canção de Deus

Luiz Antônio Millecco Filho


Você é uma canção que Deus canta
Ele quis compor você
Você é uma canção que Deus canta
Ele gostou de compor você

Ninguém traz o seu sorriso sua voz seu tom seu jeito
Ninguém tem seu coração que só palpita no seu peito
Do Poeta do Infinito você é perfeito verso
Rima rica que faltava no poema do Universo
Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado