pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Abril 2014

Sobre o autor

Lúcia Moysés

Lúcia Moysés


"O bem que praticas em qualquer lugar será teu advogado em toda parte." Emmanuel
Compartilhar -

Aproxima-se a data do aniversário. Dez anos! Kaely sonha em fazer algo marcante, inesquecível. Dona de traços harmoniosos, traz ainda as marcas da infância que se revelam no seu sorriso meigo e no seu doce olhar. Uma bela garota, com um longo cabelo que lhe cai até o meio das costas.

Meninas nessa idade gostam de festas com muitas atrações. Com que sonha Kaely?

Para surpresa de toda a família, ela anuncia: “No dia do meu aniversário eu quero cortar o cabelo e levá-lo para a Casa de Apoio aos Portadores de Câncer. Lá tem muita gente precisando de cabelos para fazer perucas. O meu é tão grande! Com ele, vou poder fazer a felicidade de alguém.”. Sensibilidade, desprendimento, solidariedade... Amor!

Fico emocionada ao ler a notícia em um semanário de Cachoeiro de Itapemirim, cidade da Kaely. A sua imagem, com um sorriso de satisfação, segurando os longos fios alourados, insistiu em me acompanhar durante todo o dia. Pensava e repensava no assunto. Decidida a conhecer um pouco mais do caso, deparei-me com um universo muito maior e ainda mais comovente.

Descobri que naquela instituição há uma campanha permanente para captação de cabelos destinados à confecção de perucas que são emprestadas a pacientes que ficaram temporariamente calvas em função da quimioterapia. E, que mais da metade das doadoras são crianças como a menina que me encantou. No Facebook, vejo vídeos e fotos de inúmeras delas, como a pequena Julia, tão novinha – seis anos – e já disposta a colaborar com a causa; a Karoline, destacando-se das amigas de longas madeixas, com o seu novo visual; a Geovana, indo fazer sua doação em memória da mãe, vítima de câncer, e tantas mais.

Minha busca me levou mais longe: pude ver uma reportagem exibida em um telejornal capixaba contando a história de Ana Luiza, de apenas oito anos. Motivada por um filme que retratava a luta de um menino contra um câncer, ela resolveu cortar o cabelo e doá-lo a alguém que estivesse passando pelo mesmo drama daquele personagem. A mãe, embora surpresa, concordou com a ideia. O pai, entretanto, foi contra. Não queria ver a sua princesinha sem a sua linda cabeleira. Somente à custa de muita argumentação conseguiu convencê-lo. Assim, acompanhada pela mãe, foi pessoalmente à Casa de Apoio e lá, abraçando uma paciente completamente calva, ofereceu-lhe, um tanto encabulada, os seus cabelos. Humilde, Luiza disse que seu gesto era simples, mas que poderia dar alegria a quem estava triste.

Quanta generosidade há nessas meninas, dispostas a abrir mão de um símbolo de beleza tão valorizado entre as mulheres, em benefício de alguém que sequer conhecem! Quem tem filha sabe o quanto elas se envaidecem dos seus cabelos e como resistem a apará-los. Meninas adoram cabelos compridos e não gostam de se sentir diferentes das demais. Por isso, considero ainda mais nobre essas iniciativas de cortá-los para doação. Longe de se lamentarem, nas fotografias elas deixam transparecer o quanto ficaram felizes com esse ato de amor.

Temos informações de que a Terra, em processo de renovação e avanço, vem recebendo espíritos mais evoluídos, voltados para esse fim. Estariam essas crianças entre tais espíritos? Não temos elementos para garantir que sim. No entanto, podemos afirmar que estamos diante de almas boas, portadoras de um forte desejo de ajudar ao próximo e que não devem ser impedidas nos seus intentos. Ao contrário, merecem todo o nosso apoio e incentivo.

Confesso que me senti diminuída diante da grandeza de coração dessas crianças que já trazem esculpidas na alma a máxima do Mestre Jesus: “Tudo o que fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, foi a mim que o fizestes” (Mateus 25:40).

Louvar os seus gestos de amor é pouco. Seria interessante que, mirando-nos em seus exemplos, também praticássemos a caridade sem nenhum interesse que não fosse o de fazer feliz o nosso irmão, aprendendo a doar um pouco de nós mesmos em favor do próximo.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado