pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Março 2018

Sobre o autor

Fabiano Henrique

Fabiano Henrique

Compartilhar -

       A editora russa Sezonoj lançou o livro “Nia diligenta kolegaro”. Trata-se de uma enciclopédia, contendo dados biobibliográficos de cerca de 200 esperantistas de destaque na história do idioma, a começar pelo criador, Lázaro Luís Zamenhof.

       A obra foi impressa em Kaunas, na Lituânia, e contou com apoio financeiro das instituições Esperantic Studies Foundation e do Centro de Pesquisa e Documentação dos Problemas Linguísticos Mundiais da Universidade de Hartford, nos Estados Unidos.

       A organização do material foi feita pelo casal Aleksander Korjenkov e Halina Gorecka, com a colaboração de algumas dezenas de pessoas de todo o planeta. Os brasileiros que auxiliaram na redação da obra são Gersi Alfredo Bays, Celso Pinheiro e Fabiano Henrique.

       Um verbete especial é dedicado ao professor, escritor e conferencista Ismael Gomes Braga, cofundador da Cooperativa Cultural dos Esperantistas.

 

Nova edição de programa doutrinário em esperanto da Rádio Rio de Janeiro

 

Está disponível na internet a edição de fevereiro do programa “La Konsolanto”, da Rádio Rio de Janeiro. A atração, inteiramente falada em esperanto, tem como destaque uma entrevista com o professor José Passini, ex-reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora. Na oportunidade, o entrevistado falou dos atributos da divindade, abordados por Allan Kardec no primeiro capítulo de O Livro dos Espíritos. Música e poesia também fazem parte desta audição. “La Konsolanto” é veiculado exclusivamente pela rede mundial de computadores, podendo ser ouvido e baixado pelo site www.radioriodejaneiro.am.br.

 

Escritor grego lança livro em esperanto

 

O esperantista grego Kostas Kiriakos publicou o livro “Sur la Paŝoj de Doktoro Esperanto – La Posteuloj”. Trata-se de uma espécie de galeria de esperantistas de destaque, contendo 1042, de 97 países, apresentados em verbetes. Kiriakos pesquisou toda a história do movimento em prol da Língua Internacional neutra, e coletou nomes que vão desde o pioneiro Antoni Grabowski à jovem húngara Veronika Póor. De acordo com a página da Associação Grega de Esperanto no Facebook, o escritor escolheu figuras que contribuem na “construção fundamentada por Zamenhof”. O livro surge 85 anos depois da primeira edição da Enciclopédia de Esperanto.

 

Esperantistas criam ONG na Alemanha

 

Foi criada na Alemanha uma organização não-governamental com nome em esperanto. Trata-se da Bonveno, expressão que, em português, pode ser traduzida como “boas-vindas”. A instituição atua no auxílio a refugiados, bem como a perseguidos políticos, raciais ou religiosos. O objetivo social é realizado pela operação de instalações para acomodação e atendimento a esses grupos na cidade de Göttingen, (Gotinga, no português europeu), situada no noroeste alemão. A escolha da denominação na Língua Internacional Neutra não foi ao acaso. A ONG é sediada na mesma região de Herzberg, a mundialmente conhecida como “a cidade do esperanto”.

 

Um giro pelo movimento esperantista:


· Foi lançado na internet um blog contendo histórias em quadrinhos humorísticas, traduzidas para o esperanto, no endereço www.multedaridoj.blogspot.com/.

· O jornal O Sol Nascente publica mensalmente a coluna O Esperanto em Marcha.

· A Legião da Boa Vontade divulga, em esperanto, suas atividades por meio do portal www.bonavolo.com.

· O livro “Saluton, samideano”, de autoria de Aloísio Sartorato, está à venda na livraria da Associação Universal de Esperanto.

· Entre sete e onze de março aconteceu na cidade alemã de Mainz (ou Mogúncia, no português europeu), mais uma edição do encontro esperantista ecumênico Bibliaj Tagoj.

· De 18 a 21 de março, o mundo literário esperantista voltou-se para a cidade de Tainan, onde teve lugar o Festival de Literatura e Poesia de Taiwan.

· Aproxima-se de três mil o número de seguidores da página Esperanto Ilustrita no Facebook.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado