pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Agosto 2013

Sobre o autor

Saulo de Tarso

Saulo de Tarso

Compartilhar -
::cck::273::/cck::
::introtext::::/introtext::
::fulltext::

     Apenas os incrédulos e os cegos não vêem as mudanças sócio-educativas que a humanidade vem realizando ao longo dos milênios.

     A cruz símbolo dos cristãos primitivos, das primeiras lutas redentoras para a implantação do Evangelho de Jesus no seio da humanidade. Séculos seguintes daquele tempo, foi também sinônimo de poder, de tirania em nome de Deus. Quem não estudou As cruzadas a Santa Inquisição que deixaram marcas de sangue e horror por onde passavam.

     Os séculos se sucederam e a cruz dos primeiros Cristãos voltou a ter papel de amor e da paz que veio para o Brasil com a corte portuguesa, sobretudo os Jesuítas a catequizar os índios dando-lhes os ensinos Cristãos e a ideia monoteísta pela paz e não pela espada.

     Hoje seguidores de diversos credos religiosos e filosóficos recebem o papa em nossa cidade com amor e simplicidade, características marcantes dos primeiros Cristãos.

     Todos nós estamos buscando a paz e a felicidade, todos nós temos um pouco que seja de religiosidade de entendimento Cristão e vemos com os bons olhos os chamamentos para a Fé.

     O Papa com sua tarefa de despertar os jovens para os ensinos Cristãos na cidade do Rio de Janeiro que jamais recebeu tantos turistas neste encontro da Jornada Mundial da Juventude, onde muitos não católicos também participaram das comemorações da JMJ de forma respeitosa, harmônica com alegria e entusiasmo dando as boas-vindas a Francisco.

     Diga não a violência, semear a paz é dever de todos nós. Sigamos exemplos de paz de Cristãos verdadeiros de espíritas como Francisco Cândido Xavier, de hindus como Mahatma Gandhi, de budistas como Siddharta Gautama, o Buda de católicos como Madre Tereza de Calcutá, pois que o próprio Cristo deixou a oração universal para todos os povos – O pai Nosso. Sejamos altruístas e destemidos na busca da paz!

     Muita Paz e uma ótima leitura pelas páginas consoladoras do nosso Correio Espírita.

 
::/fulltext:: ::cck::273::/cck::
Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado