pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Dezembro 2013

Sobre o autor

Saulo de Tarso

Saulo de Tarso

Compartilhar -

     Quando ouvimos a expressão “balanço”, logo associamos à contabilidade. Entretanto, é de outro balanço que quero falar com você, amigo leitor.

     Aproxima-se o fim de mais um ano velho, e inicia-se mais um ano novo. Na contabilidade dos números, apreciamos o resultado através do balanço a fim de ver se apresentou lucro ou prejuízo. Se foi prejuízo onde está o erro? O que poderá ser feito para a empresa suportar as crises econômicas, as altíssimas cargas tributárias?

     E no balanço social da vida, como se processam os ganhos e as perdas? Processam-se através de nossas ações individuais; se empreguei bem o tempo em favor dos outros, se empreguei o tempo observando e estudando a melhor forma de falar com meu semelhante, se procurei respeitar e tratar bem os familiares, se procurei respeitar os colegas de trabalho e as normas da empresa, enfim se fui honesto em minhas atitudes perante Deus.

     Não são os números que devem ser observados, são as atitudes a serem desenvolvidas; ou será que fiquei horas intermináveis discutindo política, ou ainda gastando tempo em discussões vãs, como o futebol, etc ... ? Afinal de contas, precisamos fechar o balanço social da vida.

     Mas não se preocupem, no próximo ano mais um balanço será fechado. Certamente com os ajustes econômicos e sociais do amor e da caridade a serem desenvolvidos e semeados no seu dia-a-dia até o final dessa contabilidade. Será também com lucro; do bônus horas, aquele que somente a justiça divina contabiliza sem erro algum. Todos os esforços e intenções são contados e registrados de forma absolutamente justa e correta no seu balanço divino.

     A família Correio Espírita deseja a todos os seus leitores, sinceros votos de um Feliz Natal e um venturoso Ano Novo com muita Paz e com muita saúde.

Compartilhar
Topo Cron Job Iniciado