pteneofrdeites
Compartilhar -

ImageUm encontro na Câmara Municipal de Niterói entre entidades da sociedade pública, civil e religiosa aconteceu no dia 17 de abril. O mesmo ato público aconteceu em São Paulo no mês de março, com cobertura do jornal Correio Espírita. Esse encontro teve como objetivo a defesa da vida, construir políticas profundas que tantas vidas possam ser salvas da violência, carência e falta de informação, onde o valor da vida seja primário.

Dra. Marlene Nobre, Pastor Alexandre Raposo, Dom Roberto Paz, Felipe Peixoto, Emmanuel Paiva de Andrade e Dra. Lenise Garcia

CÂMARA DE NITERÓI REALIZA IMPORTANTE ATO PÚBLICO EM DEFESA DA VIDA
Por Paulo Sérgio Manhães Peixoto Diretor do Grupo Espírita Paz, Amor e Renovação - GEPAR

Aconteceu na Câmara Municipal de Niterói, em 17 de abril passado, significativo ato público em defesa da vida,iniciativa do Vereador Felipe Peixoto (PDT). O concorrido evento teve como objetivos a instalação da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e proporcionar um espaço de reflexão entre entidades da sociedade pública, civil e religiosa comprometidas com a defesa da vida. Felipe Peixoto leu o requerimento criando a Frente, com a assinatura da maioria dos vereadores, e falou de seu compromisso com a defesa da vida, assumido na última campanha. Esclareceu que o Ato é uma extensão natural de suas ações, que desde mandatos anteriores, vem atuando em defesa do meio ambiente, contra a violência, contra a venda de armas, e consequentemente, em favor da vida e da paz. Assim, convidou representantes de organizações e movimentos, não só diretamente relacionados à defesa da vida humana, mas também às relacionadas a não violência, à paz e ao meio ambiente. Abrilhantaram o Ato os convidados, que elogiaram o Vereador por sua iniciativa e falaram de suas contribuições e experiências em defesa da vida: Pastor Alexandre Raposo Sodré, Presidente Municipal do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política - FENASP; Drs. Antonio Joaquim Werneck de Castro e César Roberto Braga Macedo, médicos sanitaristas da Fundação Municipal de Saúde, diretores do Instituto Vital Brazil e membros da Coordenação Executiva da Rede das Comunidades e Cidades Protetoras da Vida; Sra. Carmen Cyrino, Coordenadora das Escolas de Perdão e Reconciliação - ESPERE; Sra. Cristina Brito, diretora do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro - CEERJ; Prof. Emmanuel Paiva de Andrade, vice-reitor da Universidade Federal Fluminense -UFF e coordenador da Pastoral Universitária Pró-Vida; Vereador João Gustavo (PMDB); Dr. José Afonso Barreto Macedo, presidente da União dos Juristas Católicos do Rio de Janeiro; Dra.Lenise Garcia - professora de Microbiol ogia da Universidade de Brasília - UNB e presidente do Movimento Nacional Brasil Sem Aborto; Dra. Marlene Nobre, presidente das Associações Médico-Espíritas (AME) Brasileira e Internacional; Paulo Sérgio Manhães Peixoto, diretor do 38º. Conselho Espírita de Unificação de Niterói; Dom Roberto Francisco Ferreira Paz, Bispo - auxiliar da Arquidiocese de Niterói; Sra. Selma Leite, coordenadora Nacional do Centro de Valorização da Vida - CVV; Sra.Thereza Cristina Bernardes, ambientalista e Coordenadora do Movimento Inter-Religioso pela Paz. Depois de sua exposição Dra Marlene Nobre ofertou um exemplar do livro A Vida do Anencéfalo (aspectos científicos, religiosos e jurídicos), ao Vereador Felipe Peixoto, editado pela AME - Brasil - (www.amebrasil.org.br), do qual Dra. Marlene Nobre que fez a conclusão. No final das exposições a Dra. Lenise Garcia externou sua expectativa em relação à criação de um comitê municipal e outro estadual, do Movimento Brasil sem Aborto (www.brasilsemaborto.com.br).
Encerrando o Ato, o vereador Felipe Peixoto, muito feliz pelo sucesso do evento e também pela alegria de ser pai brevemente, mais uma vida entre nós. Lembrou, ainda, da importância da realização deste tipo de evento na Câmara, pois acha que contribui para a renovação do ambiente, naturalmente conturbado pelos debates políticos em prol da cidade. Agradeceu a presença de todos, desejando que o Ato possa ter desdobramentos futuros transformando Niterói numa Cidade Protetora da Vida e numa cidade Feliz!

ESPÍRITAS DE NITERÓI EM DEFESA DA VIDA

 

Hélio Ribeiro, Humberto Portugal, Miguel Vittoriano, Cláudia Dutra, Paulo Peixoto, Fernando Machado, Dr. Luiz Felipe Guimarães e Dra. Marlene Nobre. Durante a palestra sobre "Espiritismo em Defesa da Vida", proferida pela Dra. Marlene Nobre que ressaltou que em toda fase do desenvolvimento humano deve haver dignidade e respeito.

O VI Mês da Cultura Espírita de Niterói - VI MCEN, realizado em abril, teve com o tema este ano "Espiritismo em Defesa da Vida".Além das conferências sobre aborto, eutanásia, pena de morte e suicídio, destacamos os eventos ocorridos no dia 16, no Instituto Espírita Bezerra de Menezes - IEBM, ambos transmitidos pela tvcei.com e sob a responsabilidade da Dra. Marlene Nobre, presidente das Associações Brasileira e Internacional Médico-Espíritas (AME):

•I Encontro com Médicos e Profissionais da Área de Saúde Espíritas de
Niterói, com o tema "Questões Bioéticas e Espiritualidade".
•Conferência em comemoração ao Dia do Livro Espírita, com o tema "Espiritismo em Defesa da Vida".

No I Encontro com Médicos e Profissionais da Área de Saúde Espíritas de Niterói, a Dra. Marlene comparou o paradigma utilitarista com o paradigma personalista. No modelo personalista, fica evidente o respeito à vida e à dignidade do continuum (do zigoto ao velho), ou seja, de todo ser humano vivo, ainda que não tenha desenvolvido suas potencialidades (como no feto, ou no recém-nascido), ou que as tenha perdido (como em certos casos de demência, especialmente as graves).
Destacou as atuais discussões da ciência, entre elas, a de que o embrião não é um mero amontoado de células, os genes não podem determinar completamente o desenvolvimento humano e o feto é inteiramente independente do organismo materno, possuindo uma psique própria, e até memória antes da formação do cérebro.
Abordou, ainda, questões relacionadas a embriões congelados, pílula do dia seguinte, aborto do anencéfalo, abortamento por estupro, células-tronco adultas, manipulações genéticas e terapia genética, concluindo que a vida é um bem outorgado por Deus e, portanto, indisponível.
No final do encontro, a Dra. Marlene respondeu a perguntas, em especial, à relacionada ao recente caso de gravidez de gêmeos em uma criança de nove anos. Esclareceu que, por ser uma gravidez de risco, a criança deveria ser internada e acompanhada cuidadosamente, e realizada uma cesariana - quando estivesse evidente o risco de vida da mãe - tentando salvar, também, a vida dos fetos.
Na conferência em comemoração ao Dia do Livro Espírita, a Dra. Marlene abordou "O Espiritismo em Defesa da Vida", tema central do VI MCEN. Além de sintetizar os assuntos tratados no primeiro encontro, reafirmou que o direito à vida é um bem inalienável, que a vida humana deveria ser tratada, também, no mesmo nível das leis e ações que protegem o meio-ambiente e a fauna, entre elas o Projeto TAMAR em defesa das tartaruguinhas.
Convidou os espíritas a se mobilizarem mais na defesa da vida, (site: WWW.brasilsemaborto.com.br) como fazem nossos irmãos católicos, lembrando a importância de manter vivos os anencéfalos, pois eles poderiam ser um familiar nosso vivendo em regiões de sofrimento do mundo espiritual, necessitando da reencarnação para seu reequilíbrio.
Enfatizou ser a maioria dos brasileiros contra o aborto, devemos lutar pela não aprovação do projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional que permite o aborto dos anencéfalos. Na verdade, é um passo para a descriminalização do aborto. Isso mancharia a bandeira nacional, (simbolicamente representa a "alma coletiva" do Brasil), lembrando que, segundo Chico Xavier, esse fato atrairia guerras para o nosso país.
Em clima de muita emoção e espiritualidade, a conferência foi encerrada. Em seguida, a Dra. Marlene lançou e autografou um exemplar do livro A Vida do Anencéfalo (aspectos científicos, religiosos e jurídicos), com matérias da equipe de articulistas da AME-Brasil, entre os quais a própria Dra. Marlene Nobre, que escreveu a conclusão do mesmo.
Aproximadamente trezentas pessoas compareceram aos dois eventos. Presentes os representantes do movimento espírita local e do Estado do Rio de Janeiro, além do Dr. Luiz Felipe Guimarães, presidente da AME - Carioca (Associação Médico-Espírita da Cidade do Rio de Janeiro), que convidou a todos participarem do MEDNESP - Congresso da Nacional da Associação Médico do Brasil (VII), a realizar-se em Porto Alegre, de 11 a 13 de junho próximo. Maiores informações www.amebrasil.org.br .
Como consequência dos eventos Dra. Marlene Nobre visitou, na manhã seguinte, a Casa Maria de Magdala, que assiste a soropositivos e seus familiares, para entendimentos com os dirigentes e profissionais da área de saúde daquela instituição, sobre a possibilidade de constituir um núcleo semanal de orações e estudos visando a fundação da Associação Médico-Espírita de Niterói.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta