pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Janeiro 2019

Sobre o autor

Jacob Melo

Jacob Melo

Compartilhar -

Começou mais um ano. Muitas expectativas para uns, sensação de crise perdurando para outros; promessas em abundância para esforços não tão abundantes; apenas mais um ano – dizem alguns; este será o ano – ecoam os otimistas... Afinal: o ano vai ser bom ou não?

Já dizia Henry Ford: “Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo”. E assim será: o Novo Ano será exatamente do jeito que você o fizer, o viver e nele se empenhar, ou não!

Mas para mim será magnético. Por quê? Exatamente porque é assim que, nele, me esforçarei para trabalhar ainda melhor todo o potencial que a vida oferece. E posso exemplificar.

Vou estudar e aprimorar mais e mais os conhecimentos dessa Ciência abençoada, a qual tudo oferece em troca de muito pouco. São obras clássicas a serem lidas, relidas e estudadas sempre; são livros e artigos a serem lidos e escritos, neles anotando as conquistas e as experiências que redundam em melhoria de vida a tantas pessoas que buscam socorro verdadeiro; participarei de cursos, treinamentos e congressos, como, por exemplo, o 12.º Encontro Mundial de Magnetizadores Espíritas, que em 2019 ocorrerá na cidade do Porto/Portugal, nos dias 12 a 14 de abril (mais informações no link: http://xiiencontromundialemme.admeus.pt/), locais onde muito se progride nessa área; e vou atender a pessoas que buscam esse atendimento, sempre reconhecendo em cada uma delas o ser humano que acredita nas bênçãos Divinas através do Magnetismo.

Sei que isso pode estar parecendo um discurso comum de promessas, mas minha intenção é querer provocar, para que também faça, a exemplo do que fez Allan Kardec, uma profissão de fé, comprometendo-se, de si para consigo, com aquilo que pede a própria consciência, independente do que possam dizer ou querer normatizar em nome de um partidarismo no qual se despreza a essência, que é o bem a ser feito.

Tão comum se ouvirem pessoas criticando políticos que só se revelam preocupados com o povo nos momentos próximos a eleições, mas que apenas agem confrontados com as necessidades mais urgentes do próximo, defendendo uma pureza doutrinária improdutiva e distante do que Jesus faria! Tão melhor seria se, por mínimo que fizéssemos, de fato abraçássemos as ditas causas espíritas, magnetizando nossos dias com as ações da alma, da consciência, do coração; magnetizando, em nome de Deus, as pessoas que nos buscam e que de nós esperam o que tanto propalamos.

Sim; nosso ano pode ser magnético. Mas não sofismemos e nos enchamos de ímãs e peças, ou nos fixemos apenas em leituras e admiração, espanto e surpresa. O maravilhoso e o sobrenatural foram banidos de nosso meio, restando-nos tão-só o dever de seguir avante, magnetizando com sabedoria e amor.

Abracemos com alegria, mas deixemos nossa marca de “boas energias” impregnada nas pessoas. Soltemos nossos sorrisos, porém, mais do que os dentes, brilhem nossas emissões de entusiasmo e estímulo à felicidade. Saudemos com a alma, sem jamais intimidar com o olho no olho, como quem quer desvendar almas alheias.

Em nossos apertos de mão, passemos a melhor “energia”, fazendo com que o outro se sinta renovado com nossa atitude. E se alguém te pedir algo mais, não questione os motivos; agradeça pela oportunidade de servir e empregue seus melhores fluidos e suas melhores condições, para que essa criatura possa orar, dizendo: Oh Deus! Obrigado por ter colocado essa figura abençoada no álbum de minha vida!

E então: vamos fazer deste mais um ano magnético?

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta

Cron Job Iniciado