pteneofrdeites
Compartilhar -

A mediunidade ainda não encontra aceitação em outras religiões dogmáticas que afirmam ser perniciosa a comunicação entre vivos e mortos. No entanto, a Bíblia Sagrada, o livro que orienta a quase totalidade dessas crenças, está recheada de fenômenos mediúnicos incontestáveis, conforme relacionamos abaixo:


NO VELHO TESTAMENTO.

Livro do Gêneses: Um espírito, cujo nome era Javé, comunica-se com Adão através do fenômeno da voz direta e diz o seguinte: “Com o suor do teu rosto comerás o teu pão, estabelecendo ali, o código maravilhoso do trabalho.

Jacó adormece na planície de Arã e sonha com uma escada luminosa que ia da Terra ao Céu, no seu desprendimento sonambúlico durante o sono.

Vendido pelos seus irmãos para os egípcios, José, filho de Jacó, de dentro de uma prisão egípcia, interpreta os sonhos de Faraó a respeito dos setes anos de fartura e de miséria que se abateria sobre aquele povo, através do fenômeno mediúnico da precognição.

Livro do Êxodo: O espírito de Javé se manifesta a Moisés no episódio da sarça ardente, provocando o fenômeno mediúnico da pirogenia.

Moisés se apresenta para o Faraó e o induz magneticamente, hipnotizando-o transformando seu cajado em uma “cobra fluídica”.

Moisés descobre água dentro de uma pedra, através do fenômeno mediúnico da visão espiritual.

Moisés sobe o Monte Sinai, onde permanece durante quarenta dias e quarenta noites, jejuando e orando, para que ao fim desse período pudesse receber, mediunicamente, os Dez Mandamentos, que ainda hoje constituem um código de honra e moral do nosso planeta.

Livro do Levítico: Moisés sobe novamente o Monte Sinai, agora acompanhado dos anciãos de seu povo, e recebe instruções mediúnicas complementares aos Dez Mandamentos estabelecendo leis administrativas para educar os judeus. Ao sair da tenda após horas de oração e silencio, Moisés mostrava o rosto iluminado (fenômeno da transfiguração).

Livro de Números: Já envelhecido, Moisés é informado por Javé, através do fenômeno da voz direta, que o seu sucessor seria Josué, filho de Num, cujo espírito era forte, segundo o guia espiritual de Moisés.

Imantado a Javpe, Moises discursa para o povo de Israel o dia inteiro, lembrando o passado e as dificuldades daquele povo e estabelecendo normas para as conquistas do futuro, pelo fenômeno da psicofonia.

Livro de Josué: Um espírito materializado apresenta-se para Josué, confirmando sua missão de guiar aquele povo na conquista da Terra de Canaã.

Livro de Juízes: Um espírito materializado apresenta-se no Altar de Gigal e adverte os componentes de uma reunião a respeito das faltas contra as Leis dos Dez Mandamentos.

A esposa de Manoá recebe a visita de um espírito materializado, que lhe informa sobre o nascimento de Sansão e que ele seria “nazireu”, não podendo cortar os cabelos, nem beber álcool ou se alimentar de coisas imundas.

Condenado a morte pelos filisteus, Sansão que era médium de efeitos físicos, abraça-se a uma pilastra do Templo dos pagãos e provoca o maior fenômeno mediúnico de todos os tempos, no campo dos efeitos físicos, derrubando o templo e matando mais de mil pessoas, inclusive ele. * daqui pra baixo, houve alteração do sombreamento da fonte

Livro de Samuel: O espírito de Javé fala a Samuel durante o sono pelo fenômeno da voz direta, orientando-o a respeito de sua missão sacerdotal.

Javé volta a se manifestar para Samuel e manda-o escolher um rei para o povo de Israel, entre os componentes da Tribo de Benjamim. A escolha recai sobre Saul que, atormentado por um espírito maligno, devido ao descumprimento das leis mosaicas, e um jovem de nome Davi, é chamado para tocar harpa e espantar o espírito obsessor.

Saul, tendo que ir à guerra contra os filisteus, consulta uma pitonisa da Cidade Endor, para saber se seria vitorioso na batalha. O espírito do profeta Samuel, já desencarnado, imanta-se à pitonisa dizendo através da psicofonia que o rei e os seus dois filhos morreriam na batalha, o que realmente aconteceu.

O profeta Natã recebe ordens do espírito de Javé para advertir o Rei Davi a respeito de um adultério que o próprio rei havia cometido. Sugestionado por Javé, o Rei Davi psicografa salmos lindíssimos, inclusive o 23: “O senhor é meu pastor e nada me faltará”.

Livro de Reis: O rei Davi passa o trono para o seu filho Salomão que, durante o sono, se desprende e fala com Javé, recebendo informações sobre como dirigir aquele povo.

O Rei Salomão recebe mediunicamente o Livro de Provérbios, destacando o que diz: “A felicidade não é deste mundo, e ainda que o homem tivesse todo o poder, toda a fortuna e saúde, ainda assim não seria totalmente feliz”.

Segundo o Livro de Reis, imantado a uma entidade espiritual, o profeta Elias prevê a violência gerada pelo autoritarismo do Rei Acab e da Rainha Jezebel.

O profeta Elizeu, sucessor de Elias, faz flutuar um machado sem cabo, no fenômeno da levitação.

O Rei Zedequias adoece e é advertido por um profeta que morreria. Pede então mais algum tempo de vida e Javé lhe concede mais l5 anos, através do profeta, no fenômeno da precognição.

O profeta Isaias prevê a vinda do Messias com as seguintes palavras: “O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e sobre os habitantes das trevas resplandeceu a luz”.

Através do fenômeno da precognição, o profeta Jeremias prevê a destruição de todos os povos circunvizinhos de Israel, a saber: babilônios, assírios, persas e romanos.

Durante um banquete dado pelo Rei Baltazar, da Babilônia, letras de fogo, a partir da escrita direta, apareceram na parede da sala de jantar com os seguintes dizeres: “Mene, mene, tekel e ufarsim”, prevendo a ruína daquele despótico e mau.

O profeta Malaquias também prevê a vinda de Jesus, através do fenômeno da precognição, dizendo que seria precedido de um anjo, que seria João Batista, o precursor do Cristo.

NO NOVO TESTAMENTO.

Um espírito aparece ao sacerdote Zacarias e anuncia o nascimento de João Batista.

Maria também recebe a presença de um espírito que lhe anuncia o nascimento de Jesus.

Durante o batismo de Jesus, feito por João Batista, houve um fenômeno mediúnico de voz direta, quando se ouviu: “Tu és meu filho amado no qual me comprazo”.

Jesus cura a sogra de Pedro através de sua aura fluídica.

Através do fenômeno mediúnico da dupla vista, Jesus visualiza um cardume de peixes em alta mar.

Utilizando-se de passes fluídicos, Jesus cura um homem da mão mirrada, assim como um paralítico que havia descido pelo telhado de uma casa.

Cura o servo do Centurião Romano à distância, utilizando-se de irradiações fluídicas emitidas pela força do pensamento contínuo.

Com as vestes inteiradas de energias fluídicas, cura a mulher que ostentava um fluxo de sangue incurável.

No Monte Tabor, transfigura-se diante dos apóstolos e ostenta o fenômeno mediúnico da levitação.

Jesus ressuscita dos mortos e se apresenta no seu corpo espiritual, no fenômeno mediúnico da materialização.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta