pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Maio 2019
Compartilhar -

Com o tema central "Liberdade e renovação", o Centro Espírita Léon Denis - CELD (Rua Abílio dos Santos, 137 - Bento Ribeiro, Rio de Janeiro) promoveu, no domingo de 7 de abril de 2019, seu 3° Congresso Espírita Léon Denis, para um público superior a 500 pessoas.

 

Tendo como convidados:
* Adeilson Salles: Autor, médium e poeta. Até o momento, tem mais de 80 livros publicados para crianças, jovens e adultos.
* Artur Valadares: conferencista espírita, é um dos fundadores do Núcleo de Estudo e Pesquisa do Evangelho Paulo de Tarso (NEPE), grupo dedicado ao estudo e à divulgação online gratuita do Evangelho e da Doutrina Espírita. 
* Deuza Nogueira: médium e palestrante vinculada ao Centro Espírita Léon Denis, e também uma das fundadores do Grupo Espírita Fraternal Thereza D'Ávila, atuando em diversas frentes de trabalho.
* Emanuel Cristiano: escritor, expositor e médium espírita, publicou 9 livros, entre eles a obra Aconteceu na Casa Espírita.
- Luzia Mathias: escritora e palestrante, Luzia tem 9 livros publicados, vários deles em torno da obra de Léon Denis.

A exemplo dos congressos anteriores, a Editora CELD lançou a obra Liberdade e Renovação, que reúne artigos de Léon Denis publicados na Revista Espírita, nos anos de 1900, 1921, 1925 e 1927, distribuída aos participantes. A obra recheada de artigos atemporais, marca o pensamento filosófico profundo e envolvente do autor.

Destacamos em Liberdade e Renovação no capítulo Agonia da morte, publicado na Revista Espírita de 1925, as impressões e sensações de um Espírito, do qual  Léon Denis relata uma de suas encarnações, quando foi enterrado vivo: — Oh, como fazia frio em meu túmulo, no dia de inverno em que fui enterrado vivo, enquanto estava somente mergulhado em profundo sono letárgico. Relata as causas desse enigma, quando chefiando os Vikings, no século IX, comete atrocidades que vão gerar tais efeitos, mostrando que, se os humanos pudessem interrogar as camadas profundas de sua memória — tal como estudam as camadas geológicas do solo para conhecer a história da Terra —, leriam ali a história da alma, suas fases sucessivas, suas numerosas peripécias, sua lenta ascensão através das eras. E, de todas essas cinzas do passado, surgiria para eles a chama ardente da fé, uma confiança que resulta da compreensão mais clara das leis de justiça e harmonia que regem todas as coisas no Universo. 

Destacamos os debates com os expositores, moderado por Luzia Matias, em que foram discutidas perguntas feitas pelos presentes sobre os mais diversos assuntos.

Destaque ainda para os momentos de arte, com o grupo Oficina de Estudos da Arte Espírita e Roberto Rennó & Ricardo Costa, além dos autógrafos. O evento foi transmitido pela internet pela Espiritismo.net.

Parabéns aos dirigentes, organizadores e convidados por mais um evento que já faz parte do calendário espírita de nosso Estado.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta