pteneofrdeites
Compartilhar -

Como seria importante que as pessoas se importassem em adquirir bons hábitos e se esforçassem para desfrutar de ótima qualidade de vida. Além de tudo, se for profitente da Doutrina Espírita, a responsabilidade aumenta mais ainda, porquanto sabe da obrigação de cuidar bem do seu arcabouço físico, para que consiga levar até ao fim sua jornada reencarnatória atual, não contraindo doenças resultantes do sedentarismo, da alimentação errônea, da insônia, dos vícios, da falta de higiene e, principalmente, do apego demasiado à matéria, do culto ao personalismo, sem a devida preocupação com o próximo.

Desprezando todas essas diretrizes, o indivíduo caminha para o suicídio indireto, o que lhe acarretará intenso sofrimento, na dimensão extrafísica, e nas próximas vivências físicas.

Primeiro de tudo, vamos nos mexer e dar um basta ao sedentarismo. A ciência descobriu um hormônio produzido pelos músculos quando praticamos atividade física e a denominou de irisina, em referência à deusa “Íris”, que significa “mensageira”. Além de ser responsável pela comunicação dos neurônios no cérebro e também para formar memórias, o hormônio também é citado pela transformação da gordura ruim (branca) em gordura marrom, a qual tem como função manter o calor e ser queimada pelo organismo com facilidade, o que contribui para o emagrecimento.

A prática de exercícios físicos produz intenso bem-estar, devido a liberação não só da irisina, como igualmente da endorfina. Pesquisadores brasileiros estão envolvidos na descoberta da irisina atuar nos neurônios, o que, certamente, constituirá, no futuro, em oportunidade valiosa na prevenção e tratamento do mal de Alzheimer.

Portanto, a ciência está confirmando o que o homem já considerava há muito tempo: exercícios físicos são ótimos para a saúde. Deverão ser praticados, em especial, todos os dias por no mínimo 30 minutos. Ideal para quem trabalha o dia todo é caminhar antes do almoço e evitar os elevadores, fazendo uso da escada. Muitos dedicam-se às exercitações, acordando mais cedo.

Deve-se dar atenção também para as atividades anaeróbicas, as quais consistem em trabalhar diversos grupos musculares durante um determinado e constante período de tempo, de forma contínua. Exemplos de exercícios anaeróbicos incluem musculação ou qualquer exercício que seja realizado com movimentos rápidos de alta intensidade e geralmente usados para desenvolver força e para formar massa muscular.

Anaeróbico significa “sem oxigênio”, isto é, o corpo não utiliza oxigênio para produzir energia. É conhecido como treino de força ou treino de peso. 

O ideal é buscar ajuda em uma academia de ginástica com um personal trainer, que traçará um programa de exercícios de acordo com a necessidade de cada um. Para os que não têm condições financeiras e nem tempo hábil, pode-se praticar os exercícios em casa, utilizando halteres, começando com pesos mais baixos e aumentando progressivamente.

Outra recomendação importante é não se descuidar da alimentação, sabendo que a primeira refeição, a da manhã, é a mais importante do dia, devendo ser consumida em paz e de forma integral. Afinal, o indivíduo vem de um período de jejum devido ao sono de pelo menos 8 horas.

As frutas e vegetais são imprescindíveis em qualquer refeição. Não coma, de forma alguma, alimentos ricos em gordura trans, exatamente os que são feitos com margarina e banha vegetal, constituídos de lipídeos hidrogenados. A técnica de adicionar moléculas de hidrogênio aos óleos vegetais visa aumentar a durabilidade dos alimentos, conservando-os por muito tempo. A manteiga, ao contrário, em pouco tempo se degrada. Contudo, é melhor consumi-la do que a margarina. Portanto, ao se defrontar com algum produto industrializado, verificar se consta margarina ou gordura vegetal hidrogenada na lista de ingredientes e não o adquira. Observar bem os rótulos de biscoitos, chocolate, bolachas, bolos, pães. As gorduras trans são as temíveis vilões das artérias do coração, entupindo-as, desencadeando os problemas cardiovasculares e contribuindo para o surgimento do nefasto suicídio indireto.

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta